Max Holloway 'culpa' José Aldo por ter aceitado papel em filme

Antes do confronto entre José Aldo e Max Holloway ser concretizado, muitas provocações entre ambos foram disparadas. Hoje, com o confronto marcado para o dia 3 de junho, pelo UFC 212, no Rio de Janeiro, o havaiano diz que o duelo só ão aconteceu antes por culpa do brasileiro, que recusou enfrentá-lo no UFC 205, em novembro. Ele também credita a Aldo ter conseguido o papel em um filme.

Em entrevista ao site Fox Sports, Holloway lembrou a ocasião onde Aldo não quis enfrentá-lo, em novembro passado, e disse que o brasileiro teve duas oportunidades de realizar a luta.

- A luta só vai acontecer no dia 3 de junho, porque o Sr. Aldo não quis me enfrentar no UFC 205. Ele estava chorando e reclamando para o UFC que ele queria lutar contra aquele cara que todos estão perseguindo e que todos sabem quem é (Conor McGregor). Ele também poderia ter me enfrentado no UFC 206, mas acredito que fez uma pesquisa a meu respeito antes de aceitar - provocou o havaiano.

Max ainda explicou que após a luta teve recomendação médica para ficar um tempo inativo e acabou ganhando um papel em um filme americano.

- Eu fui ao médico naquela semana (do UFC 206) e eles me disseram que, por causa do meu tornozelo, eu deveria ficar fora das atividades de quatro a seis semanas. Eu liguei para o UFC e eles me disseram que estava tudo bem. Em seguida, Dana me ligou e ofereceu um papel no filme "Den of Thieves", com Gegard Butler, 50 Cent e O´Shea Jackson. Eu só aceitei fazer o filme porque Aldo veio a público e disse que iria luta por um título interino no peso-leve. Eu pensei: 'Não vou esperar esse cara'. Eles não iriam me dar outra luta, então aceitei fazer o filme - explicou.







E MAIS: