Mauro Cezar relembra passado do Corinthians após acerto com Willian: 'Não sabe onde isso vai parar'

·2 minuto de leitura


Anunciado oficialmente como novo jogador do Corinthians, William volta ao futebol brasileiro após 14 anos. O ex-Arsenal alimenta uma equipe que se reforçou nos últimos meses com as chegadas de Renato Augusto, Giuliano e Roger Guedes. Diante de um cenário promissor para a equipe paulista, o comentarista Mauro Cezar, no 'UOL', apresentou sua visão sobre o futuro corintiano.

O jornalista acredita que o time de Sylvinho ganha um salto técnico importante após o acerto com Willian, no entanto, também aponta para os riscos nas finanças do Corinthians no médio e longo prazo.

- Em campo é evidente que a tendência é o time crescer, embora sejam, dos quatro jogadores, três de mais de 30 anos, dois acho que fisicamente muito bem, o caso do Willian, que é um cara que jogava regularmente, esse eu acho que é a melhor contratação. Dos quatro é o jogador com mais currículo, acostumado a jogar numa liga que é a melhor do mundo e ser competitivo, é um cara capaz de organizar um time, acho que o Willian é uma grande contratação - disse Mauro.

- O Giuliano é um jogador até um pouco mais novo, está bem, está jogando, o Renato Augusto tem um histórico de lesões, mas é um cara muito profissional, acho que quando ele entrar em forma, ele vai atender e muito ao Corinthians, não vai ficar mais saindo do banco, como tem acontecido, e o Roger Guedes, se tiver um comportamento um pouco mais equilibrado, com relação a sua conduta no dia a dia, é um atacante capaz de desequilibrar jogos. Então o Corinthians ganha evidentemente reforços de muitos peso e é claro que o time vai jogar mais - completou.

Ele lembra do balanço orçamental do Corinthians, que exibiu uma dívida beirando R$ 1 bilhão. Sem apontar para títulos, Mauro Cezar destaca que é mais provável que time do Parque São Jorge encontre ainda mais problemas financeiros.

- É evidente que a torcida vai ter alegrias no curto prazo, mas o caminho é muito perigoso, porque o Corinthians já fez isso antes, especialmente em 2015, quando tinha um time que não podia pagar e teve que começar a ceder em acordos com cada um dos atletas e aí o presidente, que agora está lá de novo, vocês vão lembrar no começo de 2016 as entrevistas com lamúrias do tipo 'os chineses vêm aqui, nem falam com a gente, levam os nossos jogadores - relembrou Mauro Cezar.

- No curto prazo teremos um Corinthians forte, brigando, deve conseguir vaga na Libertadores e tudo mais, mas no médio e longo prazo é uma aventura, um mergulho no escuro, e você não sabe onde isso vai parar, ou sabe onde isso vai parar - concluiu.

Willian chegará ao Timão com um contrato de dois anos e meio, até o fim de 2023. No comunicado, os Gunners desejaram boa sorte ao jogador, bem como através das redes sociais da equipe de Londres.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos