Mauro Cezar critica diretoria do Flamengo após reunião da Ferj


O comentarista Mauro Cezar Pereira, da ESPN Brasil, criticou a postura dos dirigentes do Flamengo devido a intenção do clube em terminar a primeira fase da Taça Rio ao invés de ser a favor da suspensão imediata da competição. No entanto, o jornalista fez questão de traçar uma cronologia, negando o fato de que o técnico Jorge Jesus possa ter contraído o coronavírus na partida contra a Portuguesa, realizada no último sábado.

— Os dirigentes do Flamengo pensam como empresários: dinheiro, dinheiro, dinheiro. É um absurdo. Quando o Flamengo defendeu isso, foi pensando no faturamento que vai cair porque o clube não vai jogar. Outros clubes que estão em uma situação muito pior que a do Flamengo, não tiveram essa postura. Nota zero para os dirigentes do Flamengo.

Apesar da crítica pela maneira como o clube se comportou na reunião com a Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), Mauro Cezar explicou também como o comandante português da equipe rubro-negra pode ter se contaminado e isentou o clube de uma responsabilidade.

— O fato de Jesus estar com coronavírus pode não ter nada a ver com o jogo contra a Portuguesa. O Vice-Presidente que pegou a doença, o Maurício Gomes de Mattos, viajou com o Landim no final do mês passado e ficou até os primeiros dias de março entre Barcelona e Madri. Tudo indica que lá ele foi contaminado. Ele conviveu com as pessoas em Barranquilla, voltou em voo fretado para o Rio de Janeiro e é possível que em um desses contatos o Jorge Jesus tenha contraído a doença.

Nesta última segunda-feira, o técnico Jorge Jesus teve exame para coronavírus testando positivo fraco ou inconclusivo e a contraprova acusou o mesmo resultado. O técnico português irá fazer novas verificações nesta terça-feira para confirmar se o treinador está contaminado. O restante do elenco do Flamengo testou negativo.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também