Mattos só deixa o Palmeiras se for dispensado

Yahoo Esportes
Mattos, em entrevista na Academia de Futebol. Diretor tem evitado as entrevistas. Foto: Marcello Zambrana/AGIF
Mattos, em entrevista na Academia de Futebol. Diretor tem evitado as entrevistas. Foto: Marcello Zambrana/AGIF

Alexandre Mattos não pretende deixar o Palmeiras e quer cumprir seu contrato até 2021. O Blog apurou com uma fonte da alta cúpula palmeirense que o executivo só sairá do clube se for demitido. Internamente, Mattos defende seu trabalho pelos três títulos nacionais, desde 2015, quando foi contratado pelo ex-presidente Paulo Nobre. O Palmeiras ainda foi vice-campeão brasileiro em 2017 e pode repetir essa colocação em 2019. A campanha palmeirense com 67 pontos é destacada por parceiros que também trabalham na diretoria e comissão técnica.

SIGA O YAHOO ESPORTES NO INSTAGRAM

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mesmo com o desgaste natural de estar no cargo mais importante do departamento de futebol há cinco temporadas, Mattos recebe mais elogios do que críticas. No aspecto positivo, o fato de ter bom trânsito com empresários e jogadores, aliado a uma boa capacidade de negociação, conhecendo vários mercados. No lado negativo, é criticado por gastar demais em apostas e nomes médios, inchando a folha salarial e apostando pouco na base, além de não ter paciência com os treinadores (são oito profissionais na sua gestão). Isso vai mudar em 2020, com o Palmeiras contratando reforços “prontos” para jogar e resolver e dando espaços para os jovens das categorias da base, como alternativas.

Leia também:

Apesar da pressão de conselheiros e torcedores pela sua saída, Mattos é visto pelo presidente Maurício Galiotte como competente, mas não infalível. Os erros cometidos serão debatidos entre os dois, após o término da temporada. Por enquanto, não há uma indicação da demissão do executivo, mas o blog ressalta: Mattos só deixa o Palmeiras, se for dispensado.

Veja mais de Alexandre Praetzel no Yahoo Esportes

Siga o Yahoo Esportes

Twitter | Flipboard | Facebook | Spotify | iTunes | Playerhunter

Leia também