Mattos lamenta saída do Galo e diz que estava com planejamento para 2021 em andamento com Sampaoli

Valinor Conteúdo
·3 minuto de leitura


O ex-diretor de futebol do Atlético-MG,Alexandre Mattos, usou sua conta no Instagram na manhã desta segunda-feira, 4 de janeiro, para se pronunciar sobre a saída do clube mineiro. O executivo, que tinha contrato até o fim de 2021, foi demitido pela nova diretoria encabeçada por Sérgio Coelho e por seu colegiado, formado pelo vice, José Murilo Procópio, Rubens Menin, Rafael Menin, Ricardo Guimarães e Renato Salvador.

Mattos postou que já trabalhava o planejamento do departamento de futebol para este ano ao lado do técnico Jorge Sampaoli.

-Nos últimos dias vinha realizando o planejamento do departamento de futebol neste Campeonato Brasileiro e de 2021, juntamente com o treinador Sampaoli e nossos pares da diretoria normalmente. No dia de hoje, fui convocado pelo presidente Sérgio Coelho para uma reunião onde fui comunicado da descontinuidade do meu trabalho no Atlético por motivo de troca de diretores, com a posse de um novo presidente que quer novos colaboradores- disse.

O executivo destacou que assumiu o Galo após eliminação na Copa do Brasil e que foi contratado para deixar o clube como protagonista no Brasileiro e no Mineiro.

-Mesmo com a pandemia conseguimos formular drasticamente o elenco, com saídas e chegadas, criar protocolos, regras, fomos campeões mineiros e estamos brigando pelo título no Brasileiro. Em pouquíssimo tempo os resultados e objetivos estavam sendo alcançados. Respeito a decisão, desejo sucesso anos novos gestores e saio somente com sentimento de gratidão- completou-destaca.

CONFIRA A TABELA DA SÉRIE A ATUALIZADA

Veja o comunicado na íntegra da demissão de Mattos

O Clube Atlético Mineiro acertou, nesta segunda-feira, 4 de janeiro, a rescisão contratual com o diretor de Futebol Alexandre Mattos.

O encerramento do vínculo com Alexandre Mattos é fruto de decisão do órgão especial colegiado, composto pelo presidente Sérgio Coelho, pelo vice-presidente José Murilo Procópio e pelos conselheiros e apoiadores Rubens Menin, Ricardo Guimarães, Renato Salvador e Rafael Menin.


Por deliberação deste órgão, optou-se por montar um time de dirigentes alinhados com o perfil administrativo e os propósitos deste recém-criado conselho.


A mudança na diretoria de futebol converge para a nova política de gestão que vai permear o Galo nos próximos anos, com foco na austeridade administrativa, por meio das melhores práticas de governança; na reestruturação das categorias de base; na construção da Arena MRV; e na manutenção de um time profissional altamente competitivo.


O Clube Atlético Mineiro agradece ao ex-diretor pelos serviços prestados e deseja-lhe sucesso nos futuros desafios profissionais.



Último ato com Sampaoli

No dia 31 de dezembro, Mattos postou em sua conta no Instagram uma foto ao lado de Jorge Sampaoli, quando o executivo tinha dado seu livro para o treinador argentino. Na legenda da foto, agradecia ao técnico pelo aprendizado e projetava 2021 com conquistas ao seu lado.

-Hoje, no último dia do ano, estou na casa dele, para lhe presentear com um livro meu, que tenho certeza, que juntos, iremos escrever novas páginas de vitórias e conquistas!! Feliz 2021 a todos!!! - postou em sua conta no Instagram.

-Nesse ano difícil que se encerra tivemos muitos aprendizados e algumas alegrias!! Sem dúvida uma delas está sendo a honra de trabalhar ao lado do Sampaoli, profissional e pessoa fantástica, parceiro em todas as horas e que me faz aprender algo novo a cada dia!!!!”.

Até o domingo, 3 de janeiro, Alexandre Mattos deu expediente normalmente no Atlético e participava ativamente das decisões e do planejamento do Galo para este ano.

O nome mais especulado para assumir o cargo é de Rodrigo Caetano, que deixou o Internacional. Ele havia negado a negociação com os mineiros, porém com a confirmação da saída de Alexandre Mattos, poderá voltar ao radar alvinegro.