Matheus Henrique valoriza vitória magra do Grêmio na Copa do Brasil: 'Único mandante a ganhar'

Nathalia Almeida
·2 minuto de leitura

Fechando a primeira leva de confrontos de ida das oitavas de final da Copa do Brasil 2020, Grêmio e Juventude fizeram uma partida morna em Porto Alegre, com pouca cara de clássico. Um gol anotado por Isaque, ainda nos primeiros minutos de jogo, definiu a vitória magra do Tricolor, resultado dá à equipe de Renato a vantagem do empate para o jogo da volta na Serra Gaúcha.

Retornando ao time titular gremista após dez dias afastado em virtude da covid-19, Matheus Henrique falou sobre sua recuperação e sobre os 'desafios' do retorno aos gramados em um jogo decisivo. Aos olhos do jovem volante, o peso/dificuldade da competição fazem deste resultado 'magro', muito valioso para as pretensões do clube.

Grêmio superou o Juventude por 1 a 0 na Arena | RODRIGO ZIEBELL/FramePhoto/Gazeta Press
Grêmio superou o Juventude por 1 a 0 na Arena | RODRIGO ZIEBELL/FramePhoto/Gazeta Press

"Fui pego de surpresa, mas meu caso foi assintomático. Fiquei com a orientação médica diariamente, não podia estar com meus companheiros, tinha que cumprir pelo menos os dez dias (...) Foi difícil, deu uma abafada ali, fiquei dez dias praticamente sem fazer nada. Mas o importante é vitória, valorizar essa vitória porque a gente sabe que é decisão. Fomos os únicos mandantes aí da Copa do Brasil a ganhar o primeiro jogo em casa, temos que valorizar sim. Fica um gostinho de que poderíamos fazer um resultado maior, mas é um resultado muito bom e a gente vai pra lá [volta no Alfredo Jaconi] com confiança total", afirmou.

O Tricolor volta a campo já na próxima segunda-feira (2), quando encara o Red Bull Bragantino pela 19ª rodada do Brasileirão 2020. A decisão da vaga às quartas de final da Copa do Brasil será na quinta-feira (5), no Alfredo Jaconi, com qualquer empate favorecendo a equipe da capital gaúcha. Derrota por um gol de diferença leva a eliminatória aos pênaltis.