Masvidal sugere 'ressuscitar' St-Pierre para depois aposentá-lo novamente

Aposentado oficialmente desde fevereiro de 2019, Georges St-Pierre já deixou claro que só consideraria voltar a competir caso uma superluta que acrescentasse algo ao seu legado lhe fosse oferecida pelo UFC. Alçado ao status de estrela na última temporada, Jorge Masvidal se vê cumprindo esse requisito, e se colocou a disposição do ex-campeão dos meio-médios (77 kg) e peso-médio (84 kg) do Ultimate para um combate, caso ele decida abandonar a aposentadoria.

Ao canal do Youtube ‘Submission Radio’, Masvidal revelou que gostaria que ‘GSP’ calçasse novamente as luvas para enfrentá-lo, e afirmou que gostaria de aposentar o canadense mais uma vez. Apesar disso, ‘Gamebred’ demonstrou respeito ao histórico do ex-campeão e reconheceu que precisaria se empenhar ao máximo para sair vitorioso diante de um dos melhores e mais dominantes lutadores de MMA da história.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Bem, eles falam isso sobre mim, que eu ressuscito lutadores e depois os aposento novamente. Então, eu não me importaria se GSP se juntasse a essa campanha. Honestamente, como um competidor, eu quero quebrar a p*** da cara dele. Quero ir lá e dar a ele tudo que eu tenho. Mas eu respeito o tempo o que ele fez. O cara é um craque. Ele é uma p*** de um animal, irmão. Eu colocaria tudo que eu tenho dentro de mim, dentro da minha alma, para acabar com esse indivíduo, porque ele é muito bom”, declarou Masvidal, antes de completar.

“Ele é o tipo de lutador, essa m*** ia exigir um bom camp de treinamento, isolamento do mundo e apenas concentrar na tarefa, dia após dia, porque ele é um ótimo competidor, e eu não vou ficar em segundo plano para ninguém nessa divisão. Então, eu adoraria (enfrentar GSP)”, afirmou ‘Gamebred’.

Outro meio-médio a manifestar interesse em uma possível luta contra St-Pierre recentemente foi Kamaru Usman, atual campeão até 77 kg do UFC. Entretanto, de acordo com Masvidal, o nigeriano não está no mesmo nível do canadense. ‘Gamebred’ aproveitou para cutucar o rival ao colocar, além de ‘GSP’, os ex-campeões Tyron Woodley e Robbie Lawler a frente do atual dententor do cinturão da categoria.

“Você não pode comparar Usman com GSP. Até mesmo se ele fosse um estilo de jogo ruim para GSP ou não – o que eu não acho q ele seja – você não poderia compará-los. E depois de GSP por causa do volume e tal, eu definitivamente colocaria meu amigo (Tyron) Woodley aí, Robbie Lawler também”, concluiu.

No Ultimate desde 2013, Jorge Masvidal atingiu outro patamar em 2019, ao acumular três vitórias expressivas, todas por nocaute, diante de Darren Till, Ben Askren e Nate Diaz, além de conquistar o cinturão ‘BMF’ (lutador ‘mais durão’), criado especialmente para seu confronto contra Diaz. Já St-Pierre reinou como campeão dos meio-médios durante anos, e em sua última apresentação no UFC conquistou o título dos médios após derrotar o então campeão Michael Bisping, em novembro de 2017.

Leia também