Masvidal revela preferência por luta contra McGregor antes de disputar cinturão

Vindo de sua melhor temporada na carreira, Jorge Masvidal tem muitas opções para o ano de 2020. Alçado ao posto de estrela do UFC, o meio-médio (77 kg) pode pleitear uma disputa pelo cinturão da categoria ou buscar superlutas que lhe garantam maior retorno financeiro. E, ao que tudo indica, esta última opção será a prioridade do americano ao negociar seu futuro com a entidade.

Em entrevista à emissora americana ‘ESPN’, Masvidal revelou sua preferência por enfrentar Conor McGregor antes de duelar com Kamaru Usman, atual campeão até 77 kg do Ultimate, pelo título da divisão. Apesar disso, o americano – atual terceiro colocado no ranking dos meio-médios – declarou que não pretende insistir em seu pedido caso o irlandês, que retorna aos octógonos no próximo dia 18 diante de Donald ‘Cowboy’ Cerrone, demonstre desinteresse pelo combate.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“(Escolheria) A luta com Conor porque a luta com Conor não vai estar lá (para sempre). O ‘Quem?’ (Usman) sempre vai estar lá. A coruja, seja lá como estão chamando ele. Essa luta sempre vai estar lá. Alguém sempre vai ter aquele cinturão. Então, não é grandes coisas”, revelou Jorge Masvidal, antes de se aprofundar na preferência de enfrentar o ex-campeão peso-pena (66 kg) e peso-leve (70 kg) do UFC.

“Eu quero essa luta (contra McGregor) porque é uma luta de grande dinheiro. É um (ex) campeão de duas divisões, ele tem um cartel impressionante, e vem para lutar. Nós dois vamos vender todos os ingressos onde quer que estejamos lutando, e será violento. Mas se o cara não quiser lutar, eu não sou um bully. Vá fazer suas coisas. Se ele não quiser isso, f***-se ele. Ou você quer, ou não. Está tudo bem se não quiser”, explicou o meio-médio.

Caso o combate contra McGregor não seja possível, Masvidal voltaria suas atenções para Kamaru Usman e seu cinturão até 77 kg, ao qual defendeu de forma bem sucedida em dezembro de 2019 diante de Colby Covington, desafeto de ambos. Desde então, o nigeriano tem provocado ‘Gamebred’, inclusive insinuando que não o conhece.

“Se depender de mim, todo mundo vai receber. Especialmente aquele cara da coruja (Usman). Vou partir em uma caça de coruja, quero sopa de coruja. Esse cara, ele é um pouco desrespeitoso com aquele ‘Quem?’. P***, irmão. Você sabe quem. E se não souber, não vamos entrar naquele ringue e você vai descobrir que eu sou, meu irmão. Eu vou me apresentar para você, com prazer”, finalizou o americano.

As três vitórias expressivas conquistadas por Masvidal no ano de 2019 aumentaram sua popularidade e o elevaram ao status de estrela do UFC. O meio-médio superou Darren Till, Ben Askren – este com o nocaute mais rápido da história do Ultimate – e Nate Diaz na temporada passada. Além de conquistar o cinturão ‘BMF’, criado especialmente para seu duelo contra Diaz.

Leia também