Masvidal elogia McGregor e não descarta luta contra o irlandês após o UFC 246

Jorge Masvidal parece ter gostado da recente declaração de Owen Roddy, treinador de Conor McGregor, em que o irlandês já mirava um duelo contra ele após derrotar Donald Cerrone, em confronto marcado para o dia 18 de janeiro, no UFC 246. Sem papas na língua, o americano aprova essa possível luta e adotou um discurso de ‘morde e assopra’, provocando e elogiando o ex-campeão do Ultimate.

Em entrevista ao podcast ‘Pardon My Take’ da ‘Barstool Sports’, o atual campeão do ‘BMF’ (maior ‘durão’ de todos) vê com boa possibilidade fazer um embate contra o ‘Notorious’ por uma boa quantia de dinheiro e reafirmou que tem todas as armas para derrotá-lo. Entretanto, tirando as provocações comuns, o ‘Gamebred’ elogiou o europeu.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Quero desfigurar o rosto dele. Não me importaria de pegar um cheque legal e dar um soco na bunda dele, porque ele um péssimo filho da p***. Ele tem dois cinturões dos penas (66 kg) e dos leves (70 kg), categorias que não são fáceis de ganhar. Nas duas vezes em que ganhou o cinturão, foi inquestionável. Não houve oposição. Não era uma luta. Foi só ele que entrou lá, fez o que queria e voltou para casa com o cinturão. Então, eu definitivamente gostaria de lutar com ele”, afirmou o peso-meio-médio (77 kg) da organização, antes de dizer que pode negociar esse duelo contra McGregor, mas após o próximo compromisso do ex-campeão da organização..

“Estamos trabalhando nisso. Esperamos que tenhamos uma data marcada após 18 de janeiro”, completou.

No melhor ano de sua carreira, Jorge Masvidal viu sua popularidade aumentar exponencialmente. Após nocautear Darren Till e Ben Askren, este último em apenas cinco segundos, o nocaute mais rápido na história do UFC, o meio-médio duelou com Nate Diaz, em novembro deste ano, no UFC Nova York, pelo cinturão ‘BMF’.

Leia também