Masvidal detalha confusão nos bastidores com Usman: “Vou quebrar a cara dele”

AgFight

Mesmo não escalado para o UFC 247, Jorge Masvidal está presente na chamada ‘semana da luta’ para acompanhar o evento como expectador. E para não ‘perder a viagem’, o meio-médio (77 kg) aproveitou a estadia para esclarecer sua recente confusão com Kamaru Usman nos bastidores de um evento da ‘NFL’ (liga de futebol norte americana). De acordo com o detentor do cinturão ‘BMF’ (atleta mais durão) do Ultimate, a discussão foi real, mas ‘Gamebred’ não tinha a intenção de chegar às vias de fato com o nigeriano.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Masvidal detalhou o que disse para Usman durante o bate-boca. Na visão do americano, suas palavras não seriam suficientes para despertar a ira do campeão meio-médio do UFC. Depois do incidente, Dana White confirmou que os dois lutadores entrarão em rota de colisão pelo título da categoria – provavelmente na ‘Semana Internacional da Luta’, agendada para julho.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Foi real, no sentido de que eu falei para ele o que farei com ele. Mas nada iria acontecer ali, ele estava com o gesso, não faria nada com alguém incapacitado. Falei bem na cara dele: ‘Vou te surrar’. Não sei porque ele ficou tão irritado. Mas no sentido de ‘vou te surrar, finalmente vamos lutar’. Ele sempre diz que prefere que as pessoas digam as coisas direto na cara dele, e foi exatamente o que eu fiz, não sei porque ele ficou bravo. Tudo que eu fiz foi dizer – a uma certa distância para que nada acontecesse ali -: ‘Ei, com todo respeito, vou te dar uma surra Kamaru Usman’”, relembrou Jorge, antes de projetar o duelo com Kamaru.

“Ainda não sei se posso falar sobre isso (luta com o Usman). Eu vou quebrar a cara dele, me sinto muito bem (com essa luta). É uma ótima luta para mim e para minha equipe, queríamos muito ela. Hipoteticamente, vai ter muito dinheiro para isso acontecer. Quebrei muitos recordes quando lutei da última vez. Sou um cara grande, quero ser pago pelo que faço”, completou o ‘bad boy’ da organização.

Tanto Usman quanto Masvidal ainda se recuperam das feridas sofridas em seus últimos embates no Ultimate, diante de Colby Covington e Nate Diaz, respectivamente. Mas sem lesões graves, a tendência é que ambos estejam aptos para competir no meio da temporada.

Leia também