Massa diz que torce para que Schumacher se recupere para ver filho na F1

Guto Mauad
·2 minuto de leitura

Entre os intervalos de treinos da Porsche Cup em Goiânia, Felipe Massa falou com exclusividade ao Motorsport.com sobre Mick Schumacher e os novos talentos que podem em breve estrear na Fórmula 1.

Para o vice-campeão mundial de 2008, Mick Schumacher perdeu alguns pontos importantes na fase inicial da Fórmula 2, mas acredita que o alemão subiu muito de produção e estará no grid da Fórmula 1 em 2021.

Leia também:

Massa se sente “mais pronto” para a disputa da Porsche Cup em Goiânia e fala sobre punição no Velocitta: “Não sei se merecíamos” Guia: Saiba tudo sobre os 300 km de Goiânia da Porsche Endurance Series

“Eu acho que o Mick Schumacher vem fazendo uma temporada muito boa na F2. Ele cometeu alguns erros no começo do campeonato, alguns resultados que não estavam planejados que lhe custaram alguns pontos na fase inicial. Inclusive perdeu um pódio na Áustria nos instantes finais da corrida. De repente ele deu um salto de produção e começou a andar melhor que a grande maioria dos competidores e agora está fazendo um campeonato incrível.”

“Se eu pudesse apostar, eu assinaria que ele vai estar na Fórmula 1 no ano que vem, e acredito que ele vá ocupar um dos lugares da Alfa Romeo.”

Para Massa, outros jovens talentos da Fórmula 2 tem condições de estar no grid da Fórmula 1.

“Além dele (Mick Schumacher), acho que alguns outros jovens talentos podem chegar na F1 no ano que vem: Callum Ilott, Yuki Tsunoda na Alpha Tauri é uma possibilidade grande, na minha visão. Até do Nikita Mazepin ser um dos pilotos da Haas.”

“A Haas é uma equipe que precisa de um jovem talento para voltar ao destaque, e ter um jovem piloto ajuda a equipe financeiramente.”

Felipe Massa também relembrou a época que conheceu Mick, quando era parceiro de Michael Schumacher na Ferrari e da visita que pai e filho fizeram após o acidente na Hungria, em 2009, quando uma mola do carro de Rubens Barrichello se soltou e acertou sua cabeça.

“Conheci o Mick na época que corri com o Schumacher, ele não costumava levar o filho para os eventos, até para preservar um pouco o garoto, mas sempre que as corridas iam começar ele aparecia. Encontrei ele várias vezes. Eles foram ao hospital me visitar depois do acidente em 2009 e eu fui algumas vezes na casa deles os visitar também. Ele é um cara muito educado e do bem, inclusive um pouco tímido. Estou torcendo muito para ele ir bem na Fórmula 1.”

Por fim, Massa também falou sobre seu amigo e ex-companheiro de equipe, Michael Schumacher.

“Torço também para que o Michael se recupere bem para poder ver o filho correr na Fórmula 1, seria algo emocionante.”

VÍDEO: Massa usou episódio com Senna para dar lição em Michael Schumacher

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

Your browser does not support the audio element.