Martinelli ressalta importância de ações contra o preconceito e destaca força no elenco do Fluminense

·2 minuto de leitura


O Fluminense ficou no empate por 1 a 1 com o Corinthians no último domingo, pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, chamou a atenção a ação do clube em razão do Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. Na estreia da nova camisa branca, o clube coloriu os números dos atletas e a faixa de capitão com o arco-íris, assim como o patch com #TimeDeTodos no peito. No elenco, Igor Julião e Calegari exaltaram a iniciativa e, nesta terça-feira, o volante Martinelli também ressaltou a importância.

+ Lembra de todos? Veja os últimos uniformes lançados pelo Fluminense

- Essas ações sempre são importantes para a comunidade. O futebol atinge bastante gente. Acho que é importante ter essas campanhas para que haja respeito e igualdade para todos - afirmou o jogador em entrevista coletiva no CT Carlos Castilho.

Sobre a parte dentro de campo, o Flu vem de três partidas sem vencer, com dois empates e uma derrota no Campeonato Brasileiro. Martinelli não acredita que os adversários já saibam como a equipe vai jogar por conta do estilo do técnico Roger Machado e vê uma evolução no grupo, especialmente pelo poder de reação.

Veja a tabela do Brasileirão

- Não como jogamos, mas todos os times estudam, fazem as análises. Sempre estamos aperfeiçoando algo a mais nos treinamentos, inovando. Estamos bem preparados para esta partida. Queremos somar os três pontos que vão nos ajudar bastante a subir na tabela. Sabemos da força da nossa equipe. Quando ficamos com um a menos nós conversamos e dissemos que iríamos correr por ele. É um grupo, uma união. Cada um deu um pouco mais de si e foi quando conseguimos buscar esse empate com um a menos. Temos muitos testes no Brasileiro ainda e, indo bem, chegaremos preparados diante do Cerro Porteño.

Nesta quarta-feira o Fluminense volta a entrar em campo pela oitava rodada do Brasileirão. O adversário será o Athletico-PR, às 16h (de Brasília), em Volta Redonda, já que o Maracanã está entregue à Conmebol para a final da Copa América. A equipe está em nono, com 10 pontos.

- Muda um pouco, o Maracanã é o ambiente que sempre jogamos, então é um clima bom e favorável. Mas também já jogamos em Volta Redonda, acho que isso não vai ser um fator que irá nos atrapalhar. Nós vimos e sabemos que o Athletico começou o Brasileiro com uma excelente campanha. Será um jogo muito difícil, decidido nos detalhes. Precisamos entrar atentos, ajustar algumas coisas e fazer uma bela partida - completou o volante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos