Martinelli mostra ao Arsenal caminho para acertar em reforços: jovens jogadores

Goal.com

Quando Martinelli marcou o primeiro gol do Arsenal diante do Chelsea , nesta terça-feira (21), a reação foi a mesma, mais uma vez: o Arsenal claramente acertou em contratar o garoto.

Foi um acordo que mostrou perfeitamente a importância de um clube de futebol ter uma rede de olheiros de qualidade, espalhados pelo mundo.

Martinelli não era de forma alguma um jogador desconhecido na Europa. Ele foi treinar no Manchester United quatro vezes entre 2015 e 2017 , inclusive fazendo dupla ao lado de Mason Greenwood em um amistoso contra o Lincoln City, no time sub-18.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Ele também treinou na Espanha dentro da famosa La Masia, do Barça, mas nenhum dos dois clubes decidiu contratar o atacante em definitivo.

O Arsenal, no entanto, não teve dúvidas. Depois de meses observando o jogador, o clube estava convencido de que o jovem atacante tinha a qualidade necessária para ser um sucesso na Inglaterra. Os Gunners agiram rápido e o negócio foi feito por apenas R$ 30 milhões .

Agora, aproxidamente seis meses depois, tal negociação parece ser uma das melhores que o clube do norte de Londres fez nos últimos tempos.

Martinelli Arsenal Goal
Martinelli Arsenal Goal

O gol de Martinelli diante do Chelsea, nesta terça-feira, foi o seu décimo na temporada. É o primeiro jogador de menos de 20 anos a atingir essa marca no Arsenal desde Nicolas Anelka, na temporada 1998-99.

É impossível dizer quanto Martinelli vale hoje, mas certamente é muito mais do que os R$ 30 milhões que os Gunners pagaram pelo atleta no começo de 2019 .

Nem todas as transferências vão ser tão bem sucedidas como Martinelli. Haverá sempre alguns jovens que não conseguirão mostrar seu futebol, mas quanto mais os clubes trabalharem para identificar e contratar os melhores talentos, melhores serão as chances dos jogadores serem um sucesso.

E para um clube como o Arsenal, que, digamos, não nada em dinheiro, esta tem de ser a estratégia no mercado de transferências.

É por isso que o interesse do Arsenal em Layvin Kurzawa, lateral-esquerdo do PSG, é tão preocupante: até faria sentido para o clube contar com o jogador por empréstimo, para cobrir as lesões de Kolasinac e Tierney, mas os Gunners planejam contratar o francês em definitivo.

Layvin Kurzawa PSG Montpellier Ligue 1 20022019
Layvin Kurzawa PSG Montpellier Ligue 1 20022019

Kurzawa é cliente de Kia Joorabchian, um dos empresário mais poderosos do futebol. Nos últimos anos, o iraniano vem tendo muito influência nos negócios do Arsenal, já que tem ligações estreitas com o diretor de futebol Raul Sanllehi e com Edu Gaspar .

David Luiz é só mais um dos jogadores agenciados por Kia (presença muito comum no Emirates Stadium) que chegaram ao Arsenal nos últimos anos. Kurzawa, possivelmente seria o próximo. Um jogador que não vem indo bem no PSG e que tem um histórico vasto de lesões. Tem feito muito pouco recentemente para sugerir que possa ser útil aos Gunners.

Com 27 anos, o que se fala é que Kurzawa e Arsenal estariam discutindo um contrato de cinco anos: os Gunners ficariam presos por muito tempo com um jogador com salário alto, sem valor de revenda. Tendo Tierney, jovem de muito potencial, que deve ser o lateral-esquerdo do clube pelo futuro próximo, porque os ingleses precisam do francês, já tendo Kolasinac?

O desempenho de Saka , junto com Tierney e Kolasinac, provam que o Arsenal não deve se preocupar, pelo menos em definitivo, com um lateral-esquerdo. Kurzawa é uma transferência que parece errada: só beneficiaria Kia. Mas e os Gunners? Não deveria ser o clube o mais importante?

O foco do Arsenal neste momento no mercado de transferências deveria ser a chegada de mais jogadores como Martinelli ou William Saliba, recém-contratado depois de ter passado a temporada emprestado ao Saint-Etienne.

Saliba é outro jogador que o Arsenal trabalhou duro para contratar. Identificado pela primeira vez por Ty Gooden, principal olheiro do clube na França, ele foi alvo de um extenso trabalho de análise, antes do negócio ser concretizado.

Por mais de R$ 140 milhões, Saliba não saiu barato, mas a rede de olheiros do Arsenal foi inflexível: vale cada centavo. O tempo revelará se eles estavam certos, mas pelo menos o clube fez a lição de casa antes de contratar o jogador, ao contrário do caso de Kurzawa, fora do radar dos Gunners até Kia o oferecer.

Com uma classificação para a Liga dos Campeões parecendo improvável novamente , o dinheiro será escasso. O dono Stan Kroenke também não deve colocar nenhum dinheiro próprio para contratações.

Por isso, para que o Arsenal tenha sucesso, eles precisam comprar bem e, o que é igualmente importante, precisam vender bem. Eles precisam ser inteligentes no mercado.

Liverpool tem mostrado tal caminho nos últimos anos. Sim, eles perderam alguns dos seus principais jogadores, mas o dinheiro que receberam por esses negócios lhes permitiu fortalecer o elenco em áreas estratégicas .

Este precisa ser o caminho. Martinelli mostra que o Arsenal consegue fazer isso. O foco sempre deve estar em jogadores jovens, não naqueles oferecidos pelos empresários.

Leia também