Marrocos se prepara para mais uma "final" contra Espanha

Técnico do Marrocos Walid Regragui

Por Julien Pretot

DOHA (Reuters) - O Marrocos vai começar o confronto de terça-feira pelas oitavas de final da Copa do Mundo contra a Espanha como azarão, mas está pronto para jogar outra "final" para derrotar os campeões de 2010, 36 anos após sua última aparição nesta fase do torneio.

A seleção de Marrocos avançou na liderança do grupo ao vencer Canadá e Bélgica e empatar com a Croácia, chegando às oitavas de final pela primeira vez desde a derrota por 1 x 0 para a Alemanha Ocidental em 1986.

"Vai ser um jogo muito difícil contra um dos melhores times do mundo, eles estão entre os favoritos", disse o técnico Walid Regragui em entrevista coletiva nesta segunda-feira.

“Temos, porém, qualidades próprias e tivemos um dia a mais de recuperação. Se conseguirmos eliminá-los, será uma grande surpresa."

"Eu disse aos jogadores, antes da Copa do Mundo, que jogaríamos apenas finais aqui. Jogamos três finais na fase de grupos e agora é a nossa quarta final."

Espanha e Marrocos empataram em 2 x 2 na fase de grupos em 2018, e Regragui afirmou que para o próximo confronto sua equipe precisará estar totalmente focada, pois os detalhes farão a diferença.

"Adorei nosso segundo tempo contra o Canadá, quando mantivemos nosso plano e estávamos extremamente concentrados. Contra a Espanha, teremos que jogar a partida inteira assim", afirmou ele.

Outro fator para o Marrocos será lidar com o lado emocional do confronto no estádio Cidade da Educação.

"Não estamos nesse estágio há 36 anos, então eu e minha equipe teremos que administrar as emoções dos jogadores", disse Regragui, cuja equipe sofreu apenas um gol em seis jogos desde que ele assumiu o cargo em setembro passado.