Marquinhos Gabriel pode ser emprestado segundo Felipão

Valinor Conteúdo
·3 minuto de leitura


Utilizado com frequência desde Felipão chegou ao Cruzeiro, o meia Marquinhos Gabriel, que não esteve em campo na partida do Cruzeiro contra o Botafogo-SP, nesta sexta-feira, pela Série B, pode estar de saída de clube.

E, o próprio treinador contou o fato. Marquinhos pediu para não jogar, pois não estava “com cabeça” para atuar, segundo relato do treinador.

O comandante da Raposa comentou que a situação está em análise pela diretoria e um outro empréstimo do meia não está descartada.

-Ele(Marquinhos Gabriel) esteve na minha sala, disse-me que não estava com uma situação definida em relação a uma série de detalhes sobre o Cruzeiro, que não tinha o pensamento nesse momento sobre o jogo, que tinha algumas dificuldades sobre o pensamento do jogo. Então, decidi deixá-lo em Belo Horizonte e, possivelmente, a direção falará com o Marquinhos a respeito da possibilidade de um empréstimo para outro clube, que já nos foi solicitado, de acerto, de coisas que já não são da minha área. Na minha parte técnica, eu já dei a opinião à direção-disse o técnico.

Marquinhos Gabriel foi titular nos três jogos sob o comando de Felipão e, mesmo com atuações ruins, seguia com prestígio perante o treinador, que pretendia usá-lo contra os paulistas, em Ribeirão Preto.

O atleta voltou de um empréstimo para o Athletico-PR, onde não teve grande sucesso. O jogador é remanescente do elenco que rebaixou o Cruzeiro à Série B.

Mesmo com vencimentos acima do teto salarial do clube atualmente, de R$ 150 mil, ele foi reintegrado e segundo a Raposa, houve uma repactuação em seu o contrato, que vai até o fim de 2021.

Elogios e pedido para que Patrick Brey fique

Além de revelar a possível saída de Marquinhos Gabriel, Felipão teceu elogios e pediu para que o lateral-esquerdo Patrick Brey permaneça por mais tempo no clube.


A fala do técnico contradiz com um passado recente do jogador, que chegou a ser afastado do time, para negociar sua ida para o futebol alemão que não se concretizou. Brey tem contrato com o Cruzeiro até março do ano que vem e ele já pode assinar um pré-acordo com outra equipe, caso não renove.

- Ele adquiriu um pouco de conhecimento mais da posição na parte defensiva. Ele não se expõe tanto, como antigamente. A gente tem feito um trabalho, principalmente quando dividimos o trabalho, e o Paulo (Turra) fica corrigindo alguns detalhes da parte defensiva com os zagueiros, e eu e o Carlão (Carlos Pracidelli) ficamos mais com o ataque. Nós tentamos mostrar, em vídeo, como se faz uma cobertura, como temos que marcar para depois sair com a bola, e ele tem assimilado, tanto que nós pedimos que ele fique mais um tempo conosco-disse Felipão, para situar o crescimento do lateral no clube.

-Ele estava treinando entre os jogadores que não faziam parte do grupo e, hoje, é um titular e que vem assimilando coisas importantes para ele e para nós, por isso tem feito os jogos que tem feito com a equipe do Cruzeiro- completou.