Marquinhos fala sobre vitória magra da Seleção Brasileira e projeta 'guerra' contra o Uruguai

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Brasil venceu a Venezuela, jogando no Morumbi, pelo placar de 1 a 0, e chegou aos nove pontos nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. Apesar da vitória, a Seleção Brasileira não jogou bem e demorou para marcar o gol decisivo. Marquinhos, que muitas vezes estava na linha do meio-campo ajudando na construção das jogadas, falou sobre a dificuldade.


> Confira a tabela das Eliminatórias:

- Temos que saber que contra o Brasil, as seleções se fecham e dificultam o jogo. Eles param e falam muito, colocando pressão no juiz. Então temos que nos manter focados. É difícil jogar contra times assim, fechados. Creio que precisamos trabalhar mais nas triangulações e quebrar essa linha, com mais coragem, e deixar de lançar bolas longas.

A Seleção Brasileira entra novamente em campo na próxima terça-feira (17), contra o Uruguai, em Montevideu. Sobre o duelo, Marquinhos projeta mais uma partida complicada - Jogo contra o Uruguai é sempre uma "guerra" e temos que estar preparados para isso, principalmente na casa deles, são jogos muito difíceis. Nós sabemos da tradição e da qualidades dos jogadores deles. É uma defesa muito forte, por isso temos que fazer uma boa recuperação para fazer um bom jogo e buscar o resultado lá fora.

Contra a Venezuela, o zagueiro completou 50 partidas com a camisa Amarelinha. A primeira vez em que defendeu a equipe principal foi em 2013, quando tinha 19 anos. O Brasil era comandado por Felipão em amistoso frente a seleção de Honduras, que terminou 5 a 0 para o brasileiros.