Marlone é prova de que ex-cruzeirense no Atlético-MG é algo comum

VICTOR MARTINS

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Em 2014, o meia Marlone chegou à Toca da Raposa para reforçar o Cruzeiro, então campeão brasileiro. Destaque do Vasco, rebaixado em 2013, Marlone não teve o mesmo sucesso com a camisa celeste. Apesar de ter no currículo os títulos do Mineiro e do Brasileirão, foram apenas 35 jogos na equipe cruzeirense e somente quatro gols.

Três anos depois, Marlone está de volta ao futebol mineiro, mas para defender o Atlético-MG. Já treinando na Cidade do Galo, o meia mantém algo que tem se tornando uma espécie de tradição recente do clube alvinegro, que é contratar jogadores que já atuaram pelo maior rival. Desde 2001, somente em dois anos que nenhum atleta com passagem pelo Cruzeiro chegou ao rival alvinegro.

Isso só aconteceu em 2002 e 2012. Portanto, em 17 anos possíveis, em 15 o Atlético contratou ao menos um atleta que jogou pelo Cruzeiro. Ao todo, neste século, já são 36 jogadores contratados pela diretoria alvinegra que atuaram pelo rival. Número que pode subir para 37, se considerar o retorno do meia Ramon Menezes, contratado em 2000, mas que voltou ao Atlético em 2002, após uma temporada no Fluminense.

Certamente Marlone chega à Cidade do Galo para fazer parte dos ex-jogadores do Cruzeiro e que se tornaram ídolos do Atlético. O maior exemplo é o zagueiro Leonardo Silva, quem em janeiro de 2011 fez uma troca direta. Deixou a Toca da Raposa para seguir para a Cidade do Galo. Capitão do time, perto de completar 300 jogos e autor de gols importantes, como na final da Libertadores de 2013, Leonardo Silva se tornou um dos maiores jogadores da história do Atlético.

"Muitos jogadores ficam com medo e deixam de trabalhar para não ir jogar no rival em seguida. Mas o Atlético me apresentou uma proposta oficial e com boas condições de trabalho. Então fiz a escolha, a melhor da minha carreira", disse o defensor, em entrevista em janeiro de 2015, quando completava quatro anos da troca de rivais em Belo Horizonte.

Mas nem todos foram felizes no Atlético. Jogadores como Alex Alves, Uéslei, Lúcio Bala, Gedeon, Lopes, Fernandinho e Araújo são alguns exemplos. Foram atletas que chegaram sob suspeita à Cidade do Galo e pouco ou nada produziram em campo.

Atualmente, são cinco jogadores do elenco do Atlético que já atuaram pelo Cruzeiro. Além de Marlone e Leonardo Silva, já citados, o lateral esquerdo Fábio Santos, o meia Maicosuel e o atacante Fred são os demais atleticanos que em algum momento da carreira defenderam o maior rival.

EX-CRUZEIRENSES NO ATLÉTICO-MG DESDE 2001:

2001 - Marcelo Djian, Alexandre, Cleisson, Valdo e Djair

2003 - Alessandro Cambalhota, Alex Alves e Fábio Júnior

2004 - Alex Mineiro

2005 - Evanílson e Uéslei

2006 - Luisinho Netto, Marinho e Marcinho

2007 - Juninho e Lúcio Bala

2008 - Mariano e Gedeon

2009 - Renan, Jonilson, Alessandro, Lopes

2010 - Leandro, Fernandinho

2011 - Leonardo Silva, Patric e Guilherme

2013 - Alecsandro e Araújo

2014 - Maicosuel e Edcarlos

2015 - Thiago Ribeiro

2016 – Lauro, Fred e Fábio Santos

2017 - Marlone