Marlon Freitas elogia união do elenco e explica escolha pelo projeto alvinegro: 'O Botafogo é gigante'

Marlon Freitas é apresentado como novo reforço do Botafogo para a temporada (Vítor Silva/Botafogo)


O Botafogo apresentou de forma oficial, nesta terça-feira, seu primeiro reforço para a temporada 2023. Trata-se do volante Marlon Freitas, que defendeu as cores do Atlético-GO no último ano. O jogador ressaltou que encontrou um elenco unido em sua chegada e falou sobre que posições pode atuar e ajudar Luís Castro na montagem do meio de campo alvinegro.

+ Veja as principais movimentações do Botafogo no mercado da bola

- Quero agradecer a Deus pela oportunidade, ao mister, comissão, jogadores. Me receberam muito bem e já me sinto em casa. Em dois três, dias dá pra ver quem é uma família. Todos unidos em um objetivo que é conquistar títulos. Podem ter certeza que vou dar meu melhor sempre - afirmou.

- Eu me sinto à vontade nas três posições (do meio de campo). Isso é uma coisa que nós iremos conversar. Mas estou apto para poder ajudar, estou muito feliz e é uma alegria imensa vestir a camisa do Botafogo. Fui muito bem recebido e posso dizer que é uma família mesmo. Em três dias de clube eu vejo que é uma família com jogadores muito unidos Isso vai contar muito para os nossos objetivos na temporada. Com isso, me sinto muito à vontade nas três posições e estarei apto a ajudar - completou.

Revelado nas divisões de base do Fluminense, o volante atuou no futebol da Eslováquia, no Samorin, e dos Estados Unidos, no Fortlauderdale Strikers. No Brasil, além de vestir as camisas do Tricolor e do Dragão, também jogou por Criciúma e no Botafogo-SP.

No clube goiano, Marlon se destacava também por chegar à frente, pisar na área e levar perigo ao gol adversário. Durante a entrevista, o atleta falou sobre a última temporada e disse que espera também contribuir estufando a rede.

- Estou apto a ajudar, independente da posição que o Mister precisar, estarei aqui para ajudar o clube e o grupo de jogadores. Como falei, estou muito à vontade aqui, muito feliz. Todos me receberam muito bem. Foi uma temporada muito boa. Meu maior número de gols foi no ano passado. Espero repetir neste ano. Dar muita alegria para o torcedor botafoguense e conquistar títulos. É o maior desafio e por isso aceitei esse desafio. Acho que o aceitei em meu melhor momento e espero criar as oportunidades. Vou dar o meu melhor sempre para a alegria do torcedor - explicou.

Por fim, o jogador resumiu sua carreira em uma palavra que leva consigo desde que deixou o Fluminense e se aventurou no futebol mundial: disciplina. Além disso, o meio-campista também revelo o motivo de ter escolhido e abraçado o projeto do Botafogo.

- Acho que a mentalidade de saber que o futebol não é só dentro das quatro linhas. Futebol também é fora de campo. Eu venho colhendo frutos de muito trabalho e dedicação. E uma palavra que uso comigo depois daquela saída do Fluminense é disciplina. Eu tenho que ter disciplina não só dentro de campo como fora também. O período que eu estiver em casa com minha família. Alimentação, sono ,que contam muito,. E o trabalho fez toda diferença para eu poder chegar até aqui. Vou continuar com essa disciplina porque eu não carrego só meu sonho, carrego vários sonhos da minha família. Vou fazer isso aqui no Botafogo. Acertar e errar faz parte, mas sempre vou procurar dar o meu melhor. Jamais se omitir da minha responsabilidade. Eu sei da grandeza do Botafogo, sei da camisa que estou vestindo - o peso dela - e darei o meu melhor sempre - salientou, antes de completar:

- Primeiramente pela grandeza do clube. O Botafogo é gigante, tem uma história tremenda. O projeto que foi apresentado a mim é muito interessante. Quando me foi apresentado, conversei com meus representantes e empresários e aceitei logo. Sei que será uma oportunidade muito boa para mim. Pelo elenco que o Botafogo formou e manteve a base para esse ano, isso conta muito. Tenho certeza que vou me encaixar bem nos estilo do Mister. Como falei, vou tentar ajudar, vou procurar dar o meu melhor sempre nos treinamentos e procurar jogar. Foi mais pela grandeza e pesou o lado familiar. Nasci em Magé, mas minha família é do Rio de Janeiro. Minha mãe mora em São Gonçalo, tenho familiares em Piabetá. Para estar ao lado deles, pois carrego sempre eles comigo. Darei sempre meu máximo para conquistar títulos e ficar na história do clube - acrescentou

O Botafogo faz sua estreia pelo Campeonato Carioca no próximo domingo, às 16h, contra o Audax-RJ. O jogo será realizado no estádio Raulino de Oliveira, já que o Nilton Santos passará por reforma no gramado. Na sequência, medirá forças com o Volta Redonda e terá o primeiro clássico do ano diante do Vasco.