Marko acusa Renault de usar motor atual - e proibido - em teste com carro de 2018

motorsport.com

Helmut Marko aproveitou para dar mais uma cutucada na Renault, que realizou testes no Red Bull Ring, local das duas primeiras corridas da F1 em 2020, na semana passada.

O chefão da Red Bull não ficou muito satisfeito por ver a equipe testar na pista que recebe apoio da marca de bebidas energéticas.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Red Bull vai a Silverstone essa semana para testar atualizações e motor do carro de 2020Marko ironiza liberação do Red Bull Ring para treino da Renault: "Foi um gesto generoso"

Marko aproveitou para deixar a sua opinião, ao seu estilo:

“A Renault teve que usar um chassi de dois anos, mas os novos motores estavam dentro”, disse ele ao jornal Osterreich. “Fiquei impressionado com a durabilidade. Me pergunto se foi inteligente alugar o Red Bull Ring para a Renault.”

Recentemente, Marko havia ironizado a liberação da pista para a equipe da fabricante francesa.

"Foi um grande feito da organização em Spielberg que eles tenham alugado a pista para uma equipe rival", disse Marko. "Vamos dizer apenas que foi um gesto generoso.”

A Renault forneceu unidades de potência da Red Bull de 2007 a 2018, com a equipe austríaca conseguindo quatro títulos de construtores e quatro de pilotos com Sebastian Vettel.  

Barrichelo no lugar de Schumacher na Benetton? Ligação na véspera do acordo mudou tudo

PODCAST: Entrevista com Christian Fittipaldi: o início de carreira até os dias na F1

Your browser does not support the audio element.

Leia também