Juiz reconhece que Marisa Letícia tinha R$ 26 mil em investimentos, e não R$ 256 milhões

Yahoo Notícias
(Foto: Getty Images)
(Foto: Getty Images)

O juiz Carlos Henrique André Lisbôa, da 1ª Vara da Família e das Sucessões de São Bernardo do Campo, admitiu, mesmo que indiretamente, ter confundido o valor que Marisa Letícia Lula da Silva tinha em investimentos.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Em despacho do dia 6 de maio e tornado público ontem, ele reconheceu que a quantia da mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) era de R$ 26 mil e não R$ 256 milhões. Em nota emitida no mês passado, os advogados de Marisa explicaram que o magistrado confundiu o valor unitário de cada certificado com o valor unitário de debêntures, estimando um valor dez mil vezes maior que o real.

Leia também

"O inventariante se manifestou por meio da petição de fls. 573/576 e juntou o extrato de fls. 577/584. Restou demonstrado que o investimento que a falecida possuía no Banco Bradesco tem saldo líquido de R$26.282,74 (fls. 578) e que ele não é regulamentado pelos contratos acostados a fs. 394/427 e 428/468. A questão, portanto, está devidamente esclarecida", escreveu no despacho.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Lula lamentou no Twitter que o magistrado não tenha se desculpado pelo erro.

O valor errado do investimento, os R$ 256 milhões, foi compartilhado pelos irmãos Carlos e Eduardo Bolsonaro e Regina Duarte.

No mesmo despacho do dia 6, o juiz disse que o uso da decisão anterior para produzir notícias falsas é questão a ser tratada em outra ação na Justiça. Os herdeiros da ex-primeira-dama anunciaram que vão à Justiça contra Eduardo e Regina pela informação falsa que atinge "a memória de Dona Marisa”. Lula também fez esse questionamento nas redes sociais.

Marisa Letícia morreu em fevereiro de 2017 por causa de um AVC.

Leia também