Mario? Que Mario?

Quando você pensa em videogame, qual o primeiro personagem que lhe vem à cabeça? Muito provavelmente, o nome Mario surgiu em suas lembranças (Reprodução / Nintendo)
Quando você pensa em videogame, qual o primeiro personagem que lhe vem à cabeça? Muito provavelmente, o nome Mario surgiu em suas lembranças (Reprodução / Nintendo)

Por Rodrigo Macedo

Quando você pensa em videogame, qual o primeiro personagem que lhe vem à cabeça? Muito provavelmente, o nome Mario surgiu em suas lembranças. A gente pode afirmar que foi o primeiro que você pensou, quase com toda a certeza, se você foi uma criança ou adolescente na década de 1980.

Você já viu o app do Yahoo Esportes? Baixe agora!
Download para iOS
Download para Android
Download para Windows

Mario, o personagem mais famoso da Nintendo e do mundo dos videogames, surgiu como “Jumpman”. Jumpman tinha papel de herói, mas uma história de pano de fundo para lá de controversa: era um carpinteiro que, depois de maltratar seu gorila de estimação, teve a sua namorada sequestrada. Seu papel? Subir plataformas e resgatar Pauline, desviando de barris e ataques do – com razão – ressentido Donkey Kong.

O jogo de 1981 foi um sucesso nos fliperamas e no ano seguinte ganhou a sua sequência. Agora, Jumpman – que a gente traduziria como “homem pulinho” – finalmente receberia um nome, Mario, em homenagem a Mario Segale, o senhorio que alugou o galpão usado pela Nintendo nos Estados Unidos. Segundo a história, Segale foi incisivo em uma cobrança de aluguel e a discussão rendeu a homenagem. Será que vem daí o fato do primeiro Mario não ser lá um cara gente boa?

Donkey Kong Junior colocou Mario no papel de antagonista, mas o carisma de Mario poderia sim ser usado de novo. Foi aí que seu criador, o lendário Shigeru Miyamoto, começou a explorar a história que serviria de pano de fundo para o herói.

Em Mario Bros., Miyamoto deu a Mario um irmão, Luigi, e a ambos suas principais características: bigodes, naturalidade ítalo-americana e a profissão de encanadores, que serviria para justificar a premissa do game de 1983, ambientado nos esgotos de Nova York.

A história do herói, porém, acabou ficando especial de verdade quando ganhou outro foco: o resgate da princesa. Temática batida? Talvez, mas Super Mario Bros. virou uma febre quando chegou ao mercado, em 1985 para o videogame de 8 bits da Nintendo.

Provavelmente o game mais icônico de toda uma geração, Super Mario Bros. trazia Mario, Luigi, a Princesa Toadstool (que depois ganhou o nome de Princesa Peach), o Rei Koopa e outros habitantes do Mushroom Kingdom.

O sucesso foi tão grande que a receita foi repetida em Super Mario Bros. 2, com a chegada do simpático Toad, e em Super Mario Bros. 3, com o inimigo Bowser e muitas novas habilidades. O caminho do simpático herói estava finalmente aberto.

A febre do mascote mais famoso do mundo exigia resposta e a maior adversária da Nintendo na época bem que tentou, primeiro com Alex Kidd, depois com Sonic. Mas a realidade é que o tempo passou, Alex Kidd e Sonic sumiram, mas Mario continua aí, firme e forte.

O personagem é dono de vários marcos: sua série já vendeu mais de 510 milhões de cópias e esteve em TODAS as gerações desde os 8 bits. Ultrapassando a fronteira dos games, em 2003 foi o primeiro personagem do mundo dos videogames a ganhar uma versão de cera no famoso Hollywood Wax Museum. E aqui no Brasil, no fim da cerimônia de encerramento da Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, o primeiro ministro do Japão apareceu usando o clássico boné vermelho do personagem.

É… Os videogames alcançaram um status elevado na indústria do entretenimento, mas antes mesmo que isso acontecesse, Mario já estava lá, fazendo história e marcando para sempre seu nome na vida dos fãs de diversão.

Quando você pensa em videogame, qual o primeiro personagem que lhe vem à cabeça? Muito provavelmente, o nome Mario surgiu em suas lembranças (Reprodução / Nintendo)
Quando você pensa em videogame, qual o primeiro personagem que lhe vem à cabeça? Muito provavelmente, o nome Mario surgiu em suas lembranças (Reprodução / Nintendo)
Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos