Jornalista da ESPN é confundida com mulher acusada de racismo no Leblon e recebe ataques

·1 minuto de leitura

A apresentadora Mariana Spinelli, da ESPN, foi confundida com a mulher acusada de racismo no Leblon, Zona Sul do Rio, ao insinuar que um jovem negro havia furtado uma bicicleta elétrica. Nas redes sociais, Mariana desabafou sobre os ataques recebidos após repercussão do caso.

Mariana Spinelli recebeu uma enxurrada de mensagens odiosas por ter o mesmo nome da mulher envolvida no caso de racismo. Entretanto, a apresentadora do "Sportscenter" não é envolvida na situação.

Leia também:

- Pessoal, hoje um vídeo de um casal sendo racista no Rio de Janeiro foi publicado e divulgado nas redes sociais. Infelizmente, a menina tem o mesmo nome que o meu. Algumas pessoas estão confundindo os nomes. Obviamente, não fui eu. Responsabilidade nesse momento é importante. Abraço e minha solidariedade ao rapaz no RJ que é a real vítima da história. Abração! - publicou Spinelli.

Nesta segunda-feira, o estudante de design envolvido na acusação de racismo foi desligado da empresa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos