Maria Zilda 'sincerona' entrega: "Na TV Globo não é teste do sofá, é do c*"

Lucas Pasin
·2 minuto de leitura
Maria Zilda
Maria Zilda fala de 'teste do sofá' em live com Oscar Magrini (Foto: Reprodução/Instagram @mariazildabethlem)

Maria Zilda Bethlem segue com suas lives 'polêmicas' porém bastante sinceras durante a quarentena. Desta vez o papo foi com o ator Oscar Magrini e, entre outros assuntos, os dois conversaram sobre as oportunidades de testes para personagens na TV Globo, especialmente para atores mais velhos. Porém, uma revelação da atriz 'sincerona' chamou a atenção.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter, e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário

"Entrei na Globo em 1975. Você não vai dizer para mim que eu não sei como aquilo funciona. Até porque eu fui casada com diretor. Então, eu sei muito bem como aquilo funcionava. Não é o teste do sofá. É o teste do c*", falou Maria Zilda, que foi casada com Roberto Talma, morto em 2015.

Leia também

A atriz afirmou que hoje em dia o talento fica de lado e os 'likes' da rede social contam: "Dá Ibope quem tem like no YouTube, quem tem o pinto grande e quem dá o rabo para o diretor. Você sabe disso."

Magrini concordou com a colega, mas explicou: "Isso acontecia muito. Hoje em dia, sabe o que é? Mesmo se o cara for dar o rabo e colocar o garotão lá, e o garotão for uma merda. Ferrou" [...] "Sabe como funciona a rádio-peão: 'Esse cara aqui quem colocou?', 'Fulano. É amiguinho de fulano'. Pronto! Já queimou a vida do cara".

Em outro momento, Magrini recordou um conselho que recebeu quando decidiu que queria ser ator. "Você tem que passar no quartinho do PC", ouviu ele. "Eu falei: 'PC? Quem é?". "É o quartinho do pó e do c*. "Você cheira?". Falei: 'Não!'. "Você dá?". 'Não!'. "Então, não vai entrar".