Marcus Thuram é multado por cuspir em jogador do Hoffenheim

·1 minuto de leitura
O atacante francês Marcus Thuram foi expulso por cuspir em um jogador do Hoffenheim, em 19 de dezembro de 2020 em Möchengladbach

O francês Marcus Thuram foi punido neste domingo pelo seu clube, o Borussia Mönchengladbach, com uma multa correspondente a um mês de seu salário, cujo valor será doado a uma organização de caridade, por cuspir em um jogador adversário.

"Ele aceitou e se ofereceu para se comprometer com outro projeto de caridade", disse o diretor de esportes do clube, Max Eberl, em um comunicado.

Marcus Thuram reconheceu ter cuspido "involuntariamente" no rosto do jogador do Hoffenheim, Stefan Posch, no sábado, no jogo da Bundesliga, em que o o Borussia Mönchengladbach perdeu por 2 a 1.

"Acredito no que ele me diz, já que até agora teve um comportamento irrepreensível", acrescentou o diretor esportivo.

O atacante francês está, de qualquer modo, ciente de que "as imagens da televisão falam por si e que a sua expulsão do jogo" foi totalmente justificada.

O francês recebeu cartão vermelho, na sequência, após uma revisão do VAR.

Além da multa aplicada pelo clube, Marcus Thuram corre o risco de ser suspenso por um longo período pela Federação Alemã de Futebol.

O jogador se desculpou em sua conta no Instagram, dizendo que aceitaria "todas as consequências" de seu gesto.

"O que aconteceu não corresponde ao meu temperamento e nunca deveria ter acontecido. Reagi mal diante de um adversário", explicou, voltando a afirmar que foi um "acidente".

"Peço desculpas a todos, Stefan Posch, meus adversários, meus companheiros de equipe e minha família", acrescentou Marcus Thuram, que segundo seu diretor esportivo estava "arrasado" neste domingo depois do que aconteceu.

"Marcus cometeu um grande erro pelo qual será punido. Mas Marcus ainda é a mesma pessoa que conhecemos e não vamos deixá-lo sozinho", acrescentou.

ylf/psr/aam