Marcos Felipe vê 'parte mental' como aspecto a ser trabalhado no Flu

Marcos Felipe quer Flu com psicológico forte (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE)
Marcos Felipe quer Flu com psicológico forte (Foto: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE)


O Fluminense voltou a decepcionar a torcida tricolor no Maracanã, ao ceder o empate em 1 a 1, nos últimos minutos da partida contra o Atlético-MG, no último sábado. A partida válida pela 33ª rodada, manteve o time próximo do Z-4 e marcou a primeira chance do goleiro Marcos Felipe como titular na temporada. Em coletiva antes do treinamento desta segunda-feira, o jogador de 23 anos, formado nas categorias de base do clube, deu a receita para a equipe subir de produção na reta final do Campeonato Brasileiro. Para ele, o psicológico do grupo deve ser fortalecido na semana inteira de trabalho pela frente.

– O que agente precisa trabalhar é a parte mental e alguns detalhes táticos. Precisamos errar o minimo possível porque essa reta final do campeonato não permite muitos erros. Precisamos trabalhar bastante essa parte mental para ter a melhor atuação nestes cinco jogos que restam. A positividade existe dentro do grupo. Todos estão muito concentrados e acreditando que podemos sair dessa situação. Não esperávamos tomar um gol no final contra o Atlético mas temos a certeza que vamos fazer um grande jogo contra o CSA.

Durante toda a temporada, Marcos Felipe foi a terceira opção para o gol tricolor, mas assumiu a posição após a fratura na mão esquerda de Muriel, que só joga em 2020. O goleiro voltou a jogar após um ano e dez meses, vencendo a concorrência de Agenor, que vinha sendo relacionado com frequência. O novo titular valorizou o apoio dos colegas mais experientes no retorno aos gramados e o carinho da torcida do clube .

– Tentei me manter o mais tranquilo possível. O futebol é muito dinâmico. Temos sempre que estar preparados para as oportunidades. No nosso grupo damos força um pro outro. Muriel e Agenor sempre me apoiaram. Procurei observar o Muriel e absorver o que ele fazia de bom. Ele é um grande profissional e me passou toda experiencia dele e tudo que precisava fazer dentro de campo. Encarava os treinos como os meus jogos. Fico feliz com o reconhecimento da torcida. São quase 11 anos no Fluminense e tudo que faço é para dar o meu melhor para clube que me abriu as portas para o futebol – afirmou.






Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

Calculadora na mão

Marcos Felipe revelou, ainda, que nas contas do grupo, três vitórias livram o Fluminense do rebaixamento. O atleta revelou o compromisso do elenco de encarar os cinco jogos que restam como finais e lamentou os erros cometidos em minutos finais das partidas, que custaram o resultado, cena que se repetiu no Maracanã, no último sábado.

– Creio que com mais três vitorias nos livramos dessa situação, mas vamos encarar os cinco jogos que restam como finais, mesmo já tendo nos livrado. Vamos jogar sério até o final do campeonato. Jogos grandes são decididos no detalhe. Às vezes, falhamos em um pequeno detalhe e tomamos o gol. Procuramos sempre estar unidos. Sabemos da importância de cada de tirar o Flu dessa situação delicada. Temos total confiança no nosso elenco e vamos sempre entrar para vencer contra qualquer adversário.

O Fluminense volta a campo na próxima segunda-feira, quando visita o CSA, às 20h (de Brasília), no Rei Pelé, em duelo direto na briga contra o rebaixamento.






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também