Marcos elogia elenco do Palmeiras e relembra Série B pelo Verdão: ‘Falei que ia ficar e subir’

·1 minuto de leitura


O ex-goleiro Marcos é um dos maiores nomes da história do Palmeiras. Multicampeão e com apelido de santo, o ex-camisa 12 é lembrado por ter negado uma proposta do Arsenal, da Inglaterra, para jogar a Série B pelo Verdão.

Marcos comentou a situação em entrevista ao PodPah Podcast, afirmando que, apesar do salário alto, não seria feliz na Inglaterra.

– Tinha amor envolvido. Quando perdia, a derrota era muito doída. Mas a alegria era dobrada. É que nem ter Ferrari. Ter na Itália é legal, mas ter Ferrari no Brasil é mais legal. Eu gostava de jogar aqui. Não nasci pra viver em Londres.

– O Palmeiras queria vender e fui lá (para o Arsenal). O pessoal fala que não passei no teste, mas não foi. Estava voando, mas senti que não seria feliz. Ganharia dinheiro, mas a vida seria ruim. Eu era feliz no Palmeiras. Fui tomar café e era 70 reais. Pensei: “não ia fazer nem café nessa porra”. Goleiro é louco mesmo. Falei que ia voltar e jogar a Série B. Até o pessoal da Mancha falou que eu merecia um time melhor. Falei que ia ficar e subir essa porra.

Além disso, o ex-arqueiro falou sobre o elenco atual do Palmeiras, afirmando que não critica nenhum dos atletas, que, em janeiro, foram campeões da Libertadores.

– Eu evito cornetar esse elenco do Palmeiras. Os caras ganharam três títulos no ano passado. Jogando praticamente todo dia. Depois de ganhar a Libertadores, eu ia querer ficar 20 dias na praia, o Weverton nem voltou pra casa.

Marcos iniciou sua trajetória no Palmeiras em 1992. No clube, conquistou dois Campeonatos Brasileiros, uma Libertadores, uma Copa do Brasil, entre outros. No total, o ex-goleiro atuou em 533 jogos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos