Marcos brinca com lance de Felipe Melo: “O uruguaio pôs a cara na mão dele”

Um dos maiores ídolos da história do Palmeiras, o ex-goleiro Marcos comentou sobre a confusão envolvendo Palmeiras e Peñarol, no fim da partida da última quarta-feira, na Copa Libertadores. Campeão com o Verdão em 1999, São Marcos “defendeu” o volante Felipe Melo e ficou na bronca com a atitude do time uruguaio.

“Sempre que um time brasileiro vai ao Uruguai e ganha de algum time uruguaio acontece isso. A Conmebol deixa acontecer todo ano e não muda nunca. Essa é a primeira parte. A segunda é: Palmeiras, espetacular vitória, sensacional. E terceiro: o Felipe Melo não pôs a mão na cara do uruguaio, foi o uruguaio que pôs a cara na mão dele. E ponto. Falei”, exaltou Marcos.

O volante Felipe Melo foi o principal alvo da confusão. O palmeirense acertou dois socos no meia Mier em briga entre as duas equipes após a vitória de virada do time paulista por 3 a 2, no Uruguai. O início da briga generalizada, que chegou às arquibancadas, com torcedores brasileiros e uruguaios se enfrentando, não ficou claro.

Na primeira partida entre as duas equipes, no Palestra Itália, Felipe Melo já havia discutido com adversários, que o teriam chamado de macaco, mas o volante resolveu não seguir adiante com um processo jurídico.