Marcelinho Carioca chora após gol de falta do filho pelo São Caetano: 'Fizemos uns treinamentos juntos'

·1 minuto de leitura


O 'pé de anjo' Marcelinho Carioca desabou no choro ao saber do gol de falta do filho Lucas Surcin, que garantiu o empate do São Caetano contra o Atibaia pela Copa Paulista já nos acréscimos. O ídolo do Corinthians revelou que ajudou o herdeiro nos treinamentos em busca do primeiro gol pelo Azulão.

- Desababei, comecei a chorar e foi uma emoção. Ele estava esperando por esse gol no profissional havia muito tempo, batia na trave, passava perto. Fizemos uns treinamentos juntos e repetição te leva a perfeição. Ele foi cirúrgico, foi o gol mais difícil para ele porque faltava dois minutos para acabar o jogo, o time perdendo e ele bateu no contrapé do goleiro. Foi gol de especialista, foi estilo Pé de Anjo, Zico, Marcos Assunção - disse o orgulhoso pai, em entrevista ao 'ge.globo'.

Lucas revelou o 'segredo' passado pelo pai para ter uma boa cobrança de falta e do orgulho de marcar como a especialidade de Marcelinho.

– Fazer um gol de falta tem um gosto diferente. Meu pai foi o maior batedor que falta que já vi, posso falar que o mundo já viu, para mim é especial ver meu pai chorando com 50 anos. Meu pai sempre me deu a dica de esperar uns 10 segundos depois do juiz apitar. É mais concentração – disse Lucas Surcin.

O jogador repostou o vídeo do São Caetano balançando as redes. Ele bateu no contrapé do goleiro e correu para o abraço. Veja!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos