A marca que Pelé nunca conseguiu superar pertence... a seu pai?

Goal.com

Pelé conseguiu bater diversas marcas em sua carreira. Ele é o maior artilheiro da história do futebol, que mais atuou pelo Santos e único jogador três vezes campeão da Copa do Mundo. Porém, o maior jogador da história não conseguiu superar uma marca que, segundo ele mesmo, pertence a seu pai.

"Uma curiosidade que pouca gente sabe é que comecei minha carreira com um desafio: meu pai era e ainda é o maior artilheiro de gols de cabeça em um mesmo jogo com cinco gols. Eu pensava ... Será que um dia vou conseguir bater essa marca? Fiquei todo esse tempo no Santos e não consegui", brincou Pelé em entrevista ao canal Foras de Série.

João Ramos do Nascimento, mais conhecido como Dondinho, jogou entre as décadas de 1930 e 40 no interior de Minas Gerais. Na época, eram raros os jogadores que recebiam dinheiro para jogar. Os principais atletas do interior mineiro pipocavam de clube em clube. Defendiam um time, mas eram chamados para vestir outras camisas e iam sem problemas.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

O feito aconteceu em 1939, na partida entre Yuracan, time de Dondinho, e o Smart, um clássico local na época. O placar, porém, é motivo de controvérsia. O site oficial do Yuracan registra como 6 a 2, mas o filme "Pelé Eterno" afirmou que foi 6 a 3. O que realmente importa são os cinco gols de cabeça do pai do rei.

Antes de se aposentar do futebol, Pelé atuou por dois anos nos Estados Unidos, onde defendeu o New York Cosmos. Foram 64 gols em 106 partidas pelo time nova-iorquino. E ele comentou sobre a diferença da formação de jogadores entre os EUA e o Brasil.

"A base americana é espetacular. As escolas e universidades investem nos garotos. No Brasil, que é o país do futebol, não tem a mesma base. Temos uma dificuldade enorme na educação dos jogadores. Aqui ou ele joga ou estuda e trabalha. Infelizmente nossas escolas não valorizam essa formação como lá”, afirmou.

A entrevista completa de Pelé para o Foras de Série vai ao ar às 11h desta terça-feira, 12 de maio, no YouTube.

Leia também