Marc Márquez lamenta escolha de pneus no Catar: “nosso pior erro”

Campeão da última temporada da Moto GP, o espanhol Marc Márquez ficou apenas na quarta colocação na primeira prova do ano, no Catar. Em uma corrida complicada, marcada por muita chuva e acidentes, o tricampeão lamentou a escolha de pneus feita por ele e pela Repsol Honda.

“Nosso plano era usar o pneu duro na frente, mas a situação caótica com a chuva e os atrasos criaram muitas dúvidas. No fim, decidimos ir com o médio, procurando reduzir o risco de acidente, mas isso se tornou nosso pior erro do fim de semana”, afirmou o piloto de 24 anos.

Em 2016, Márquez também não conseguiu impor todo o seu domínio logo na primeira corrida do ano, terminando na terceira colocação. O piloto, contudo, venceu os dois compromissos seguintes, na Argentina e nos Estados Unidos, e começou a construir boa vantagem para depois vencer o título.

“Tive problemas com o dianteiro o tempo todo, não podia frear forte e depois de algumas voltas o pneu já estava gasto. Não pude ganhar na freada. Esse é meu ponto mais forte, então eu pensei, OK, vamos terminar a corrida e na Argentina vai ser outra história”, acrescentou Márquez.

Quem venceu no Catar foi o novo piloto da Movistar Yamaha, Maverick Viñales, cotado como um dos grandes favoritos para a temporada do motociclismo. Companheiro de Viñales, o italiano Valentino Rossi, hexacampeão, ficou na terceira posição, com Andrea Dovizioso, da Ducati, fechando o pódio em segundo.

“Nós estávamos cientes que teríamos problema nessa pista, mas mantivemos uma atitude positiva. Também sabíamos que se tivéssemos tudo no lugar, podíamos ter brigado pelo pódio ou pela vitória. Acho que trabalhamos bem no fim de semana”, completou o piloto da Honda.

A elite da Moto GP volta às pistas no fim de semana do dia 9 de abril, com a disputa do GP da Argentina, em Santiago del Estero.