Maradona apresenta uma recuperação surpreendente, diz seu médico

·2 minuto de leitura
Torcedores do Gimnasia y Esgrima penduraram bandeiras de Diego Maradona em frente à clínica de La Plata, onde o clube tem sua sede e o ex-craque está internado
Torcedores do Gimnasia y Esgrima penduraram bandeiras de Diego Maradona em frente à clínica de La Plata, onde o clube tem sua sede e o ex-craque está internado

O astro Diego Maradona não tem nenhum comprometimento neurológico e está apresentando uma recuperação surpreendente quase 24 horas após ser operado para drenar uma hemorragia no cérebro, disse seu médico pessoal, Leopoldo Luque, nesta quarta-feira.

"Acabei de vê-lo, ele está conectado, está de muito bom humor. A recuperação nos surpreende, isso já aconteceu conosco com o Diego. Mas devemos ter cautela porque é um pós-operatório de cirurgia", disse ele à imprensa na porta da Clínica Olivos, na periferia norte de Buenos Aires.

Maradona foi operado do hematoma na cabeça na noite de terça-feira, após ter sido internado na segunda-feira em uma clínica particular em La Plata, 60 quilômetros ao sul de Buenos Aires.

Na sexta-feira o ex-craque havia sido visto muito debilitado e com dificuldades para caminhar durante uma homenagem que lhe foi feita por seus 60 anos no estádio do Gimnasia, equipe que comanda desde 2019, no início do torneio argentino.

"Obviamente ele não tem nenhum comprometimento neurológico. Há parâmetros que se espera avaliar porque é muito cedo, mas a recuperação é muito boa. Otimista para nós", acrescentou Luque, o que fez explodir em aplausos os fãs que vinham levar sua mensagem de apoio ao '10' em frente ao hospital.

Luque esclareceu que o astro está "em um centro de terapia intensiva. Transmito a eles essa tranquilidade, a mesma que os médicos me transmitem e que se pode observar".

O profissional disse que não poderia prever quando o atual técnico do Gimnasia y Esgrima de La Plata terá alta e esclareceu que a pandemia do coronavírus não foi considerada "como parâmetro para definir a alta".

"Não sabemos os dias (que ele vai ficar internado). É dia a dia. A verdade é que (de) vê-lo pela manhã e vê-lo agora dá para ficar animado. Estou animado e feliz", admitiu o médico que o operou.

De qualquer forma, avisou que "Diego está em um pós-operatório. Estamos otimistas com o que vemos. A maioria das complicações surgem nas (primeiras) 24 a 48 horas, são as mais críticas. Isso não aconteceu e estamos felizes".

ls/nn/ol/aam