Mara Maravilha chora morte de Gugu: “Luz que não vai apagar”

Yahoo Vida e Estilo
Mara Maravilha se despede de Gugu Liberato (Manuela Scarpa/Brazil News)
Mara Maravilha se despede de Gugu Liberato (Manuela Scarpa/Brazil News)

Por Bárbara Saryne e Leandro Lima*

Mara Maravilha foi uma das mais emocionadas durante o velório do apresentador Gugu Liberato na tarde desta quinta-feira (28). A cantora e apresentadora estava acompanhada do noivo, Gabriel Torres.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Já conhece o Instagram do Yahoo Vida e Estilo? Segue a gente!

“Gugu é uma luz que não vai se apagar. Ele pediu um intervalo porque o espetáculo dele é eterno dentro da gente. Ele era uma pessoa única, ele não era aquela pessoa que te sorri um dia no outro não. Ele sempre sorria. Gugu sempre abraçou, foi simples, humilde. Ele merece a nossa amizade, respeito. Respeito eterno”, disse a apresentadora ao chegar à Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.

Atualmente, Mara está no ar como repórter especial do ‘Fofocalizando’, do SBT.

Leia também

 A apresentadora continuou. “Quero agradecer ao Vildomar [Batista, diretor da Record TV] nessa hora difícil porque não teria estrutura para vir aqui hoje. Só perdi três pessoas na minha vida: minha mãe, um tio e o Gugu. Gugu era um amigo mais chegado, um irmão”, comentou aos prantos.

Ao entrar no local, Mara se ajoelhou para conversar com dona Maria do Céu, a mãe de Gugu, e chorou ao parar na frente do caixão do apresentador para se despedir.

“Estou profundamente triste. Falamos há poucos dias no WhatsApp. Achei que era mais um boato. A TV perde muito. Gugu já deixa saudade. Quando fui diretor dele gravamos com Ricky Martin e no meio do caminho compramos uma raspadinha. A minha não saiu nada e a dele tinha 100 dólares. Aí ele falou que nosso almoço estava garantido. Ele sempre pensou no outro", relembrou Vildomar.

A cantora Adryana, do grupo Adryana & A Rapaziada, Comandante HamiltonMarcelo de Carvalho, vice-presidente da RedeTV!, César Filho e mais amigos relembraram momentos importantes ao lado do apresentador que morreu aos 60 anos após uma queda em sua residência.

Confira alguns depoimentos:

Alessandra Scatena, ex-assistente de palco

Alessandra Scatena se emociona no velório de Gugu Liberato (Foto: Francisco Cepeda/Thiago Duran/AgNews)
Alessandra Scatena se emociona no velório de Gugu Liberato (Foto: Francisco Cepeda/Thiago Duran/AgNews)

“Desde quinta-feira (21) estou sofrendo muito. É um momento de agradecer por tudo que ele fez por nós. Eu tenho fé e acredito que o Gugu está bem. Agora as minhas orações são pela família. A Rose está dilacerada. Eu não sei de onde está vindo a força da dona Maria. É um momento muito triste. Tenho muitas lembranças... Foram muitos momentos de alegria, brincadeira. Era gostoso. Ele fazia tudo com muito amor e carinho. Sempre com aquele sorriso largo no rosto, voz marcante.”

Adryana, cantora

A cantora Adriana, do grupo Adriana e a Rapaziada (Foto: Francisco Cepeda e Thiago Duran/AgNews)
A cantora Adriana, do grupo Adriana e a Rapaziada (Foto: Francisco Cepeda e Thiago Duran/AgNews)

“A gente estava quase toda semana no ‘Sabadão’, no ‘Domingo Legal’... Ele fez parte da construção da carreira de muita gente. Muitos de nós da década de 90 somos sucesso porque o Gugu abriu o programa dele para a gente. Temos muitos apresentadores, mas esse corpo a corpo... Só com o Gugu. Pessoa humana.”

Luiza Ambiel, apresentadora

A apresentadora Luiza Ambiel (Foto: Francisco Cepeda e Thiago Duran/AgNews)
A apresentadora Luiza Ambiel (Foto: Francisco Cepeda e Thiago Duran/AgNews)

"Comecei com ele. Só lembro de coisas boas. Ele tinha uma mania de abraçar a gente e olhar nos olhos. Recebi a notícia na última quinta-feira. Mas tinha esperança, achava que a informação era falsa. Quando vi foi um baque. Ele adorava abraçar as pessoas. Quando a gente gravava na rua, ele abraçava as pessoas. Os fãs pulavam o cordão de isolamento. Ele tinha um carinho muito grande por todos. Ele gostava muito da banheira [a Banheira do Gugu, do ‘Domingo Legal’]. Quando o quadro começou, deu muito certo. Ele curtia muito. Estou fazendo orações para a família e principalmente pela mãe dele.”

*Com colaboração de Patrick Monteiro  

Leia também