Marítimo entra na Justiça contra fim da segunda divisão de Portugal


O encerramento da segunda divisão de Portugal de forma precipitada por conta do coronavírus promete render novos capítulos no país. De acordo com o jornal "O Jogo", o Marítimo, da Ilha da Madeira, entrou com uma ação no Tribunal Arbitral do Esporte (TAD) contra o encerramento do torneio.

Com a decisão dos dirigentes portugueses pelo fim da competição, o Nacional, também da Madeira, e o Farense, que eram os dois primeiros colocados no torneio, foram beneficiados com o acesso à elite portuguesa. O rebaixamento para a segunda divisão, desta forma, está mantido.

O Marítimo, com 24 pontos, está em 15º, oito pontos à frente do primeiro clube da zona de rebaixamento. A 10 rodadas do fim do Campeonato Português, que pode retornar no dia 4 de junho, a briga contra o descenso segue em aberto.




Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também