Mantuan volta a ser relacionado pelo Corinthians após 11 meses; Sylvinho prega cautela: 'Pouco a pouco'

·2 minuto de leitura


Uma das boas novidades do Corinthians no empate em 1 a 1 com o Atlético-GO foi a presença de Gustavo Mantuan no banco de reservas. Apesar de não ter entrado em campo, o fato de estar relacionado já é uma grande notícia para quem estava há quase 11 meses sem entrar nessa lista. No entanto, Sylvinho fez questão de pregar cautela quanto à utilização do jovem de 20 anos.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja como fica o valor de mercado do Corinthians com os reforços

A última vez que Mantuan entrou em campo para vestir a camisa alvinegra foi no dia 21 de outubro de 2020, quando marcou gol na vitória por 2 a 1 sobre o Vasco, em São Januário. Sete dias depois, porém, acabou lesionando gravemente o joelho durante um amistoso pela Seleção Brasileira sub-20, em 28 de outubro. Somente no dia 11 de novembro ele passou pela cirurgia.

De lá para cá, o meia-atacante vem se recuperando com todo o cuidado possível ao lado do departamento médico do clube. Nos últimos tempos, na fase final de recuperação, ele acabou contraindo Covid-19, o que adiou mais um pouco seu retorno aos relacionados por Sylvinho, que já admitiu admiração que tem pelo garoto. Não é à toa que o técnico o elogiou novamente.

- Sobre o Mantuan, é bom tê-lo de volta, é um atleta que estamos preocupados, um atleta que lá atrás teve algumas lesões bem sérias e vai pouco a pouco recuperando sua condição física, seu equilíbrio muscular, um atleta com potência, que tem gol, tecnicamente muito bom, pouco a pouco tem voltado, estava no grupo conosco - disse o comandante após coletiva no domingo.

A preocupação com as lesões anteriores faz muito sentido. Em 2018, Mantuan já havia rompido o ligamento cruzado do joelho direito e acabou ficando nove meses fora de combate. Já em 2019, ele sofreu a mesma lesão no joelho esquerdo, provocando novamente um longo período sem jogar, ou seja, essa última lesão foi a terceira do meia-atacante em três temporadas.

Mantuan é formado na base do Timão e já atuou em sete partidas com o profissional, todas em 2020, ano em que foi promovido ao profissional e passou a ter chances com Dyego Coelho, que era técnico interino na época. Depois seguiu bem avaliado por Vagner Mancini até se machucar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos