Manto da Massa ultrapassa as 120 mil unidades vendidas e gera faturamento de R$ 24 milhões

·1 minuto de leitura


O Atlético-MG segue colhendo o sucesso do Manto da Massa 113, concurso público realizado pelo clube mineiro para que um torcedor desenvolvesse uma camisa para o alvinegro. O Galo divulgou os números da iniciativa durante uma live para balanço da segunda edição do produto.

O resultado, segundo o clube, teve mais de 120 mil camisas vendidas em sete dias, gerando faturamento bruto de R$ 24 milhões, sendo que o Galo deverá lucrar 30% do valor total.

O Manto da Massa 113, edição 2020, foi escolhido por meio de votação popular, com 500 modelos inscritos. O vencedor foi Lucas Adriano de Sousa, que recebeu aproximadamente 14 mil, dos mais de 57 mil votos válidos.

O clube mineiro registrou vendas em todos os estados brasileiros, com 10 mil unidades vendidas fora de Minas Gerais e ainda duas mil unidades no exterior.

A camisa impulsionou o programa de sócios do clube, que saltou de 52 mil para 63.500 sócios no total, ganho de 11.500 novos adeptos.

O Atlético diz que as camisas serão entregues em novembro e prometeu evitar problemas de logística, como os apresentados em 2020.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos