Manoel vai desfalcar o Cruzeiro por dois meses; Dedé não será o substituto inicialmente

O Cruzeiro teve uma péssima notícia na manhã desta quinta-feira (20). O zagueiro Manoel, substituído com dores no pé esquerdo aos 11 minutos do segundo tempo da derrota por 2 a 1 para o São Paulo, que garantiu a Raposa nas oitavas de final da Copa do Brasil, sofreu uma fratura no quinto metatarso, precisará passar por cirurgia e vai desfalcar o time por dois meses. O próprio clube informou o fato em nota oficial.

"O Manoel sofreu um forte trauma no pé esquerdo no jogo de ontem (quarta-feira) contra o São Paulo. Realizamos um exame de raio-x e foi constatada essa fratura no quinto metatarso, que tem indicação de tratamento cirúrgico. A cirurgia ainda será programada, mas podemos adiantar que ele tem uma previsão de retorno aos treinos e demais atividades em torno de dois meses", explicou o médico celeste Sérgio Freire.

Léo Manoel Ariel Cabral São Paulo Cruzeiro Copa do Brasil 13042017

(Foto: Marcello Zambrana/Light Press/Cruzeiro)

Na ausência de Fábio e Henrique, Manoel vinha sendo o capitão estrelado. Experiente, ótimo zagueiro e um dos destaques da equipe, ele dava muita segurança defensiva ao time e era fundamental na retaguarda celeste. Obviamente, é um enorme desfalque para o Cruzeiro.

Mano Menezes, porém, possui bons nomes para substituir o defensor. Kunty Caicedo, um dos reforços para a temporada e bom jogador, que apareceu bem nos jogos em que foi utilizado, deve ser o substituto de Manoel. Além de o equatoriano entrar na vaga do camisa 27 nesta quarta-feira, o próprio treinador confirmou o fato.

Luis Caicedo Volta Redonda Cruzeiro Copa do Brasil 15022017

(Foto: Rudy Trindade/Light Press/Themapress/Cruzeiro)

"O substituto do Manoel é o Caicedo. É essa a ordem dentro da nossa avaliação de ritmo e condições. Se fosse o inverso, Dedé teria entrado naquele momento do jogo", garantiu Mano Menezes.

Com isso, Dedé, que está totalmente recuperado e à disposição, e voltou a jogar depois de mais de um ano parado, tendo boas atuações contra o Joinville e, principalmente, contra o Democrata-GV, quando marcou um dos gols da vitória pelo Campeonato Mineiro, ficará na reserva.