Mano sobre provocações rubro-negras: 'Alguns tem grandeza de comemorar de outra forma'

Mano Menezes perdeu pela primeira vez no Allianz Parque (Foto: Peter Leone/Ofotografico)
Mano Menezes perdeu pela primeira vez no Allianz Parque (Foto: Peter Leone/Ofotografico)


O Palmeiras foi derrotado pelo Grêmio por 2 a 1, neste domingo, e deu adeus à corrida pelo título nacional. O resultado no Allianz Parque garantiu a conquista do campeonato brasileiro para o Flamengo, que não pode mais ser alcançado na liderança da competição.

> Confira e simule a classificação do Campeonato Brasileiro

Esta foi a segunda conquista do Rubro-negro neste fim de semana. No Sábado, a equipe carioca bateu o River Plate e levou a Libertadores. Um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra os jogadores do Flamengo, ainda em Lima, cantando "o Palmeiras não tem Mundial". Na coletiva após o duelo contra os gaúchos, Mano Menezes falou sobre a provocação.

- Eu penso que cada um comemora do jeito que quer. Alguns tem grandeza de comemorar de outra forma, outros nem tanto. Mas quem conquista merece aplauso, tem o direito de fazer do jeito que deve fazer. Por outro lado, acho que é um elogio ao Palmeiras. Na medida em que você vence tantos adversários e você dirige sua provocação especificamente para um clube, é porque você está vendo nesse clube um grande adversário. Isso foi o que o Palmeiras conquistou nos últimos anos, temos que trabalhar para manter - disse o comandante.






"FOMOS SUPERIORES"
Sobre duelo deste sábado, apesar do revés e a queda da segunda para a terceira posição do Brasileiro - após a goleada do Santos sobre o Cruzeiro - , Mano considerou o Palmeiras superior no Allianz Parque, e discordou da opinião de que faltou ímpeto aos seus comandados.

- Não concordo quanto ao sentimento ou comportamento de apatia. Em nenhum momento fomos apáticos. Fomos superiores na ambição, na proposta. É bem provável que o Grêmio, sabendo da pressão que iriamos sofrer, pode ter esperado mais. Tomamos iniciativa, erramos situações até difíceis de aceitar. Duas vezes bem claras. Daria uma condição de sair na frente, sempre é bom, ainda mais em um dia como hoje. Saímos atrás, tivemos personalidade de buscar o empate. Em nenhum momento, para mim, a equipe foi apática - opinou.

OBJETIVOS PARA O RESTANTE DO CAMPEONATO
Garantido na Libertadores, mas sem chances de título. Quais são as pretensões do Palmeiras no campeonato a partir de agora? Mano lamentou a primeira derrota na arena palmeirense na carreira, e respondeu.

- Perder é péssimo, sempre. Minha primeira derrota como treinador no Allianz Parque. Penso que nem jogamos para perder, perdemos nos pecados, nas avaliações. Temos que assumir quando se perde. Sei que o torcedor está num dia difícil, imaginávamos um clima mais pesado. O torcedor não atrapalhou, não foi por isso que perdemos, cometemos erros. Não tem outra coisa que não seja a tristeza da derrota. Agora a gente joga o campeonato como estamos jogando o campeonato inteiro, jogando para vencer. É uma equipe e grupo de caráter. Mesmo não tendo mais chances, vamos jogar da mesma maneira - concluiu.









Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também