Manga: Botafogo e Barcelona-EQU tem goleiro como ídolo em comum

Rivais nesta quinta-feira, Glorioso e "Los Amarillos" tiveram o histórico goleiro brasileiro defendendo suas metas e ganhando títulos. No Glorioso, foram 14 taças conquistadas

Apenas dois confrontos - ambos com vitória do Botafogo - marcam a história do confronto com o Barcelona-EQU, adversário desta quinta-feira pela Copa Libertadores. Mas a história de brasileiros e equatorianos se confundem com a idolatria para Manga. Dono da meta na máquina alvinegra na década de 60, o ex-jogador conquistou títulos e se tornou ídolo, tanto do Alvinegro quanto dos "Los Amarillos", como é conhecido o Barcelona de Guayaquil no Equador.

Anos depois e Manga segue como o goleiro com mais jogos disputados na história do Botafogo. Apesar de revelado pelo Sport, foi em General Severiano onde fez carreira, jogando durante dez anos no clube. Conquistou 14 taças pelo glorioso, entre elas uma Taça Brasil, quatro Cariocas e três Rio-São Paulo. No total, são 442 jogos defendendo a meta alvinegra, seguido depois por Wagner.

Depois de passagem também na dupla Grenal, próximo do final da carreira, o goleiro acabou atuando no Barcelona de Guayaquil, rival do Botafogo nesta quinta. Pelo clube, foi campeão equatoriano em 1981. Até pela experiência no Equador, Manga ainda reside atualmente no país, na cidade de Salinas.

Agora, o ex-goleiro poderá ver, frente a frente, dois clubes onde se consagrou. O duelo no Monumental - nesta quinta-feira, às 21h45 - valerá ainda mais do que a liderança do grupo A da Libertadores. Pelo menos para um dos maiores ídolos da história do Botafogo, que também leva o rival da equipe no coração.





E MAIS: