Mandetta diz que governo federal queria mudar bula da cloroquina

Yahoo Notícias
Luiz Henrique Mandetta não quis mudar o protocolo de uso da cloroquina (Foto: AP Foto/Andre Borges)
Luiz Henrique Mandetta não quis mudar o protocolo de uso da cloroquina (Foto: AP Foto/Andre Borges)

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta afirmou que a ideia do governo federal era mudar a bula da cloroquina e incluir que o medicamento era recomendado para o tratamento da Covid-19. A declaração foi dada em entrevista à GloboNews na última quarta-feira.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

E nos siga no Google News:

Yahoo Notícias | Yahoo Finanças | Yahoo Esportes | Yahoo Vida e Estilo

Mandetta relatou que, mesmo quando estava no comando da pasta, o presidente Jair Bolsonaro se assessorava de outros profissionais médicos.

“Me lembro de quando, no final de um dia de reunião de conselho ministerial, me pediram para entrar em uma sala e estavam lá um médio anestesista e uma média imunologista (...). E a ideia que eles tinham era de alterar a bula do medicamento na Anvisa, colocando na bula indicação para Covid-19”, afirmou.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Sobre o novo protocolo, que foi alterado pelo ministro interino, o general Eduardo Pazzuello, Mandetta afirmou que é “distante do razoável”. A mudança na orientação de uso da cloroquina consiste principalmente no uso do medicamento na fase inicial da doença.

Leia também

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Com Mandetta e Nelson Teich, o remédio era recomendado só em casos mais graves da Covid-19. Não há qualquer comprovação científica de que a cloroquina seja eficaz no tratamento da doença causada pelo coronavírus

Leia também