The Mandalorian é uma sequência, um reboot e uma nova origem para Star Wars ao mesmo tempo

Thiago Romariz
·2 minuto de leitura
(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

A chegada do Disney Plus ao Brasil depois de quase um ano da estreia no EUA dará finalmente a oportunidade do brasileiro assistir à melhor obra de Star Wars em muito tempo. The Mandalorian, série criada por Dave Filoni e Jon Favreau, surgiu sem muito alarde, ainda no meio do lançamento da trilogia Skywalker no cinema, e deu um suspiro à série que viu qualquer credibilidade e qualidade se esvair com o Episódio IX. O seriado não só ressuscita a boa fase da franquia como a coloca em um caminho mais pautado pela trilogia original e animações do que pela confusão vista nos últimos anos.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

A jornada aqui está no capacete do sujeito que dá nome à série. O Mandaloriano é um caçador dono de recompensa inesperada: o tão comentado Bebê Yoda. Sem saber de onde ele veio e como consegue mover objetos com a mente, o personagem se afeiçoa pela Criança e começa a protegê-la dos misteriosos mandantes que querem levar o pequenino. Partindo daí, o roteiro mergulha em referências infinitas às três trilogias e a todos os produtos de Star Wars, sem esquecer da trajetória da dupla protagonista, que é recheada de ação, comédia, aventura e algum suspense.

Conheça o podcast de filmes e séries do Yahoo

Dá pra dizer com facilidade que Mandalorian é um reboot, uma sequência e uma nova origem ao mesmo tempo. É a amálgama de tudo que já deu certo em Star Wars combinado de maneira fluida e apaixonante. A ideia da modernização narrativa que veio com JJ Abrams em Despertar da Força permanece aqui pelas mãos de Favreau com uma fotografia e trilha elegantes, sequências de ação ágeis e efeitos visuais impressionantes. A continuação vem pela forma como Filoni narra a simples história do caçador de recompensas que se apaixona por uma criança no meio de uma mitologia super complexa como a de Star Wars.

E o recomeço é exatamente a junção das duas coisas, e o que torna Star Wars atrativo novamente: a beleza de contar uma história simples com a grandiosidade de grandes sagas. The Mandalorian não se propõe a mudar a televisão, o cinema. Está longe disso hoje, apesar de ser um marco para o Disney Plus. Por se entender contido em suas intenções e no tamanho que suas ações terão na franquia, a série reinicia com humildade, talento e simplicidade a trajetória da maior franquia do cinema. É um pequeno e modesto passo para um novo começo que pode ser tão grandioso quanto os melhores momentos da saga Skywalker.

———

*Thiago Romariz é jornalista, professor, criador de conteúdo e atualmente head de conteúdo e PR do EBANX. Omelete, The Enemy, CCXP, RP1 Comunicação, Capitare, RedeTV, ESPN Brasil e Correio Braziliense são algumas das empresas no currículo. Em 2019, foi eleito pelo LinkedIn como um dos profissionais de destaque no Brasil no prêmio Top Voice.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube