Berrío e Gabriel brigam por vaga de Mancuello no Fla

A competição interna do elenco do Flamengo está cada vez maior. Isso fica ainda mais evidente no ataque, onde três atletas brigam por uma vaga só. Deslocado por Zé Ricardo para atuar pela ponta, Mancuello teve boas atuações no início da temporada.

Com a chegada de Berrío, muitos acreditavam que o colombiano substituiria o argentino de forma imediata, mas não foi isso que aconteceu. O treinador resolveu continuar escalando Mancuello na posição, por méritos do jogador que se adaptou bem a nova função.

Mancuello - Flamengo x Nova Iguaçu


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Apesar disso, na estreia do time Rubro-Negro na Libertadores contra o San Lorenzo, no Maracanã, o argentino atuou pouco menos de 30 minutos quando deixou o campo após sofrer um choque na cabeça. Em seu lugar, Berrío entrou com todo o gás.

Orlando Berrío Flamengo Grêmio Copa do Brasil Primeira Liga 08022017


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

Por outro lado, Gabriel incendiou a partida assim que entrou em campo. O baiano partiu pra cima da zaga adversária protagonizando uma linda jogada com dribles até sofrer o pênalti desperdiçado por Paolo Guerrero. 

 

Em seguida, mais uma bela jogada do atacante que marcou um verdadeiro golaço fechando a goleada aos 42 minutos do segundo tempo. Gabriel é uma espécie de 12º jogador do Flamengo, vem entrando com frequência e teve até seu contrato renovado recentemente, o que comprova o quanto é importante para Zé Ricardo.

Gabriel Flamengo


(Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação)

No time que enfrenta o Universidad Católica, fora de casa nesta quarta-feira(15), pela Copa Libertadores, a principal  dúvida é exatamente quem jogará pela ponta direita. Apesar de não ter lesão constadada, Mancuello será poupado por recomendação médica e ficará de fora da partida.

Depois da goleada sobre a Portuguesa, no último sábado, Zé Ricardo deixou claro que Berrío, que atuou apenas no segundo tempo, pode ser o escolhido para começar a partida.

"Por poder utilizá-lo ou não de início na quarta-feira, queria que ele treinasse no domingo. Por isso a opção de começar com ele no banco, entrando só no decorrer".

Pela velocidade do colombiano, e pelo jogo ser fora de casa, é bem provável que o jogador comece a partida. Mas a briga entre ele, Mancuello e Gabriel está apenas começando.