Mancini vê vitória do Corinthians como prêmio e diz: 'Estamos sensibilizados'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O Corinthians teve o jogo contra o Mirassol confirmado pela Federação Paulista de Futebol apenas na véspera, na segunda-feira, e teve de viajar até Volta Redonda, no Rio de Janeiro. Após a vitória por 1 a 0, o técnico Vagner Mancini destacou as dificuldades, mas ressaltou que o adversário também sofreu. Além disso, o treinador em sensibilidade pela situação do país, que vive momento crítico da pandemia do coronavírus.

>> Confira a tabela do Paulistão e simule os próximos jogos


- Sabemos a dificuldade que foi sair de São Paulo e chegar aqui, mas também foi do lado do Mirassol. Isso não pode ser usado como desculpa ou muleta, as duas equipes tiveram dificuldades porque foram avisadas ontem. Tem que montar estratégia, preparação de viagem, de jogo... E em cima de tudo que está acontecendo no país, nós estamos sensibilizados, mas ao mesmo tempo tem que entrar em campo com afinco e intensidade sempre. Diante de tudo isso, a vitória veio como um prêmio pela dificuldade encontrada na partida e com tudo que aconteceu em toda a estratégia para o jogo - afirmou Mancini.

A partida da noite desta terça-feira ocorreu em Volta Redonda porque o governo de São Paulo proibiu a realização de jogos no estado. Após muitas idas e vindas, a Federação Paulista de Futebol confirmou o duelo no Rio de Janeiro. Na sexta-feira, o Corinthians encara o Retrô-PE, pela segunda fase da Copa do Brasil, em Bacaxá, distrito de Saquarema, também no Rio.

Antes do duelo com o Mirassol, Mancini já havia defendido a continuidade dos campeonatos em meio à pandemia do coronavírus.

- A gente está tentando fazer de tudo em prol ao futebol. Lógico que respeitamos tudo que está sendo falado. Se cientificamente for provado que o futebol não pode ser jogado, a gente fica em casa, mas até agora não vi nada cientificamente - disse o técnico.