Mancini sofre para achar meio ideal do Corinthians, mas vê Vital se tornar referência

LANCE!
·1 minuto de leitura


O técnico Vagner Mancini tenta encontrar a formação ideal do meio de campo do Corinthians. Pelo nome, são diversas boas opções: Gabriel e Cantillo como volantes mais recuados, Camacho, Ramiro e Otero, que jogam mais avançados, e Cazares e Luan como meias de criação. No entanto, desta lista, apenas Gabriel parece estar consolidado como titular, enquanto os outros sofrem com oscilação.


Por outro lado, Mancini vê Mateus Vital se tornar referência técnica da equipe. Aparentemente mais forte fisicamente, o jogador de 23 anos vem evoluindo desde a chegada do treinador em outubro do ano passado.

Na vitória por 3 a 0 contra o Salgueiro, Vital foi novamente o melhor jogador do Corinthians em campo. Levou perigo em dois lances, primeiro de cabeça e depois em chute de longe, e no fim da partida fechou o placar com um bonito gol, trazendo a bola da esquerda para o meio e chutando da entrada da área.

Nos dois jogos anteriores, Vital havia sofrido com falta de companhia pelo lado esquerdo. Isso porque Fábio Santos e Lucas Piton estavam isolados em razão do coronavírus, e o zagueiro Bruno Méndez foi escalado improvisado no setor. O defensor uruguaio, é claro, não tem características ofensivas e pouco chegava ao ataque.

Vital foi contratado pelo Corinthians no início de 2018, quando ele ainda tinha 19 anos e era visto como grande promessa criada no Vasco. Após três temporadas sem tanto brilho, o meia hoje é disparado o melhor jogador do setor ofensivo do Timão.