Mancini minimiza calendário apertado: 'Teremos de estar de pé em 72h. Não podemos reclamar disso'

·1 min de leitura


A derrota do América-MG para o Santos por 3 a 0, pelo Brasileirão, na Vila Belmiro, foi uma série de “bobeadas”, como disse o técnico Vagner Mancini ao avaliar o desempenho do time, que teve seu segundo revés na competição. Todavia, o treinador americano não ficou “chorando as pitangas”, lamentando (assista no vídeo acima), pois o Coelho já tem de pensar na sequência da sua temporada.

O América volta a campo nesta quarta-feira, 27 de abril, contra o Tolima, em Belo Horizonte, pela terceira rodada do Grupo D da Libertadores.

O time mineiro, com um ponto, está na lanterna da chave e precisa fazer valer o mando de campo para conseguir sua primeira vitória nesta fase da competição e sonhar em ficar com uma das vagas nas oitavas de final do torneio.

Mancini diz que é hora de seguir em frente e estar logo de pé, "pois assim é o futebol e não há do que se reclamar". Confira nos vídeos as avaliações do comandante americano.

Mancini com os jogadores do América-MG
Mancini com os jogadores do América-MG

Mancini evitou lamentos após derrota do América-MG para o Santos (Foto: Mourão Panda / América)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos