Mancini enaltece atuação do Corinthians e quer usar jogo como divisor de águas: 'Foi um marco'

LANCE!
·3 minuto de leitura


Dizer que a atuação do Corinthians no empate em 0 a 0 com o Grêmio foi heroica, já é um ponto pacífico. Agora a hora é de determinar quais serão os próximos passos a partir dessa postura de superação mesmo com dois jogadores a menos. E Vagner Mancini parece já ter uma ideia sobre as lições desta noite na Neo Química Arena: será um divisor de águas para o time.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão clicando aqui

Em entrevista coletiva virtual após a partida, o treinador corintiano não escondeu a satisfação com o desempenho de seus jogadores e com o ponto conquistado diante das circunstâncias adversas, principalmente por se tratar de um rival como o Tricolor gaúcho, considerado um dos melhores times do país. Para Mancini, é isso que o elenco precisa entregar sempre.

- A superação, a garra demonstrada em campo é o que a gente pede, é o que é a cara do clube. Fico muito feliz, porque essa é a cara do clube, a dificuldade, a superação. Espero que os atletas tenham entendido que a gente não pode entregar nada inferior a isso em termos de atitude. Todo mundo sabe o que é enfrentar o Grêmio, time com variações táticas, atletas dotados de capacidade individual, e o que se viu do Corinthians hoje foi uma equipe determinada e que cumpriu à risca o que foi determinada - analisou.

Por esses e outros motivos, o comandante alvinegro pretende levar esse empate épico com o Grêmio como um divisor de águas para o clube nesta temporada, já que uma atuação como essa, tanto em nível técnico, quanto em nível tático, mostra ao atleta o quanto ele pode entregar, além de significar um sinal de que a equipe pode estar em outro patamar melhor do que o atual.

- Não tenha dúvida que vou usar esse jogo como um divisor de águas, não só pela parte de entrega, tática, como também de parte técnica, em que fomos muito bem também. Tivemos jogadas construídas com menos um e menos dois. O técnico e a equipe vão buscando argumentos para sustentar o que está sendo feito, isso é importante. Óbvio que todo atleta sabe que tem que haver entrega em campo, mas muitas vezes você não consegue tirar do atleta o que ele pode. Hoje, mostrou que eles são capazes de entregar não só entrega como também um bom futebol. Isso mostra que talvez a gente esteja em outro patamar, não só de parte física como técnica. Eu não gosto de mostrar vídeos de outros times, gosto de mostrar dos nossos jogadores. Certamente, muitas imagens serão tiradas do jogo de hoje. É importante quando o atleta se vê no vídeo sabendo que fez coisa boa - exaltou o treinador.

Diante dessas circunstâncias citadas acima e de quase ter vencido a partida, não fosse um milagre de Vanderlei, Vagner Mancini acredita que o jogo deste domingo tenha sido um marco e considera ter sido uma atuação mais importante do que em sua estreia, na vitória sobre o Athletico-PR, fora de casa, com um gol de Everaldo, no último minuto, com um homem a menos.

- O dia a dia no Corinthians é de muita entrega, muita cobrança entre nós, porque nós sabemos o que representa estar sentado aqui. Hoje foi um marco, porque enfrentarmos o Grêmio com dois a menos, uma postura digna, que não sofreu muito, e tivemos oportunidade na frente, com Fagner, com Luan. Acho que dá para ter uma noção boa. Na minha estreia, tivemos o jogo de vitória com um a menos (contra o Athletico-PR), mas hoje foi muito maior. Veio a confirmação de que realmente a gente pode fazer muito mais no campeonato.

Agora, para enfrentar o Coritiba, na próxima quarta-feira, às 21h30, no Couto Pereira, pela 23ª rodada do Brasileirão-2020, Mancini terá dois dias de preparação no CT Joaquim Grava antes de viajar para Curitiba. Atualmente, o Corinthians ocupa a 13ª posição na tabela de classificação, com 26 pontos.

Corinthians x Grêmio  - Mancini
Corinthians x Grêmio - Mancini

Mancini elogiou o time (Foto: Rodrigo Coca/Agência Corinthians)