Mancini comenta protestos e garante respaldo da diretoria do Corinthians: 'Há uma confiança muito grande'

LANCE!
·2 minuto de leitura


Nas últimas semanas, Vagner Mancini tem sido alvo de críticas da Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do clube, que tem pedido a saída do treinador. Após a vitória por 2 a 0 sobre o Santos, no último domingo, na Vila Belmiro, o comandante comentou os protestos dos torcedores e disse entender as reclamações, mas garante que tem recebido respaldo da diretoria alvinegra.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2021 clicando aqui

GALERIA
> Everaldo já foi! Veja quem deixou o Corinthians para a temporada 2021

Em entrevista coletiva após o clássico pelo Paulistão, Mancini falou pela primeira vez após a torcida estender faixas no CT Joaquim Grava, no último sábado, pedindo sua demissão. O técnico pensa que é natural do torcedor, que quer sempre ganhar, assim como ele. Além disso, está acostumado com isso.

- Respeitamos a opinião de todos, sabemos o quanto o torcedor quer ganhar, e ele tá certo, porque eu também sou um torcedor, porque eu treino, escalo, oriento, mas também quero ganhar. Todos vivem esse sentimento aqui. É importante quando ganha, porque isso gera mais confiança, e a gente vive de confiança. Não só no futebol, mas em qualquer parte da vida. Todos nós nos encontramos todos os dias e conversamos olho no olho. Não é surpresa, mas tenho que dizer que estou acostumado a isso. A gente fecha os olhos para algumas coisas, mas sempre buscamos o melhor - declarou o treinador.

Mesmo com os pedidos da torcida, Vagner Mancini sente que tem respaldo da diretoria corintiana e revela conversas diárias com a cúpula do futebol. Por essas e outras, ele acredita que há confiança no trabalho que tem sido feito.

- Nós temos um dia a dia tão saudável, porque todos os dias estamos juntos, não só atletas, os funcionários do CT, o pessoal do DM, mas a diretoria também. Eu encontro com o Duílio, o Alessandro, o Roberto, todos os dias. E há uma confiança muito grande de todos em cima do que vem sendo feito. É natural para o treinador, e eu vivo isso há 16 anos, é natural que todos técnicos passem por isso, não pode achar novidade, nem o fim do mundo - concluiu.

Segundo apurou o LANCE!, não há movimentos na diretoria para a demissão de Mancini neste momento. Há o entendimento de que é um período de reformulação e o processo está em andamento com o treinador. Confiança segue, pelo menos por enquanto. Na próxima quinta-feira, o Corinthians enfrenta o Peñarol-URU, pela fase de grupos da Copa Sul-Americana, às 19h15, na Neo Química Arena. O jogo é encarado como decisivo na competição.

Mancini - Treino Corinthians
Mancini - Treino Corinthians

Mancini sente respaldo no clube (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)