Mancini classifica derrota do Corinthians em clássico como 'acidente de percurso'

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


O técnico Vagner Mancini classificou a goleada sofrida para o Palmeiras, nesta segunda-feira (18), em jogo atrasado da 28ª rodada do Campeonato Brasileiro, um 'acidente de percurso'. O Timão perdeu por 4 a 0, no Allianz Parque, placar no qual não sofria no Dérbi desde 2004.

> Veja a classificação do Brasileirão e simule os próximos jogos

- Hoje classifico de novo como acidente de percurso, porque o Palmeiras jogo o use futebol, mas o Corinthians esteve muito abaixo em muitos momentos, e nesses momentos foi sacrificado com alguns gols que normalmente a nossa equipe não vem tomando, o que acabou beneficiando a equipe do Palmeiras - disse o treinador em entrevista virtual após a partida.

A justificativa foi a mesma utilizada pelo técnico após ser goleado por 5 a 1 para o Flamengo, em plena Neo Química Arena, no dia 18 de outubro, pela 17ª rodada do Brasileirão. Como prerrogativa, no entanto, Mancini relembrou que via aquela partida como divisor de águas para o Timão, o que veio acontecer posteriormente, com sete vitórias, quatro empates e apenas três derrotas, contando a diante o Palmeiras, na sequência.

- Eu, após o jogo do Flamengo, disse que seria um divisor de águas no clube, e acabou sendo. A gente acabou tendo uma derrota conta o América e, a partir daí, a equipe rendeu o esperado. Nós temos que entender e enxergar o cenário de que é mais um divisor de águas para que a gente se reajuste novamente - pontuou o técnico.

Dentre os pontos de melhoria destacados por Vagner Mancini está a concentração e a leitura de jogo.

- Vi o Corinthians hoje muito distante em termos de concentração, de comprometimento naquilo que é o nosso ponto mais forte, que é um sistema bem ajustado, bem organizado. Por isso nós perdemos a partida, tomamos o segundo gol muito no fim do primeiro tempo e o terceiro muito no começo do segundo. Isso contribuiu para que as coisas ficassem ainda mais difíceis - comentou Mancini.

- Num clássico, onde você joga e sabe que do outro lado tem um rival, você tem que estar atendo a tudo o que acontece na partida. A nossa leitura de jogo demorou muito. Até iniciamos bem a partida, mas ao longo do jogo a equipe acabou bem distante do que a gente tem visto nos jogos do Corinthians - concluiu.

Com a derrota para o Palmeiras, o Corinthians se manteve na nona colocação da competição nacional, com 42 pontos, mas viu o Santos, oitavo colocado, ampliar três pontos de vantagem.