Manchester City vence Real Madrid por 4 a 3 na ida das semifinais da Champions

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Manchester City abriu vantagem nas semifinais da Liga dos Campeões da Europa ao vencer o Real Madrid no jogo de ida por 4 a 3 nesta terça-feira, no Etihad Stadium.

Os gols do time inglês foram marcados por Kevin de Bruyne, Gabriel Jesus, Phil Foden e Bernardo Silva, enquanto Karim Benzema (2x) e Vinícius Júnior descontaram para os espanhóis.

Graças a mais uma atuação decisiva de sua dupla de ataque, o Real Madrid vai para o jogo de volta com mais esperanças de conseguir uma virada e ir à final.

O City abiu o placar logo aos dois minutos com De Bruyne, que aproveitou cruzamento de Riyad Marhez e marcou de cabeça.

Aos 11, o time inglês ampliou com Gabriel Jesus. O brasileiro, que marcou quatro gols no fim de semana contra o Watford pela Premier League, foi um problema constante para a defesa do time merengue.

O segundo gol foi um duro golpe para o Real Madrid, que não conseguia sair jogando com a pressão alta do City e acabava sempre rifando a bola. Só quando Luka Modric e Benzema entraram mais no jogo o time espanhol começou a chegar mais no ataque.

Aos 30 minutos, após uma roubada de bola do croata, Ferland Mendy cruzou na área para Benzema se antecipar e finalizar de primeira no canto do goleiro Ederson.

O gol deu ânimo ao Real Madrid, que começou a ser mais contundente nos duelos individuais e na marcação para chegar com mais perigo.

No melhor momento do time no primeiro tempo, Rodrygo quase quase empatou em um chute que Ederson mandou para escanteio.

Na volta do intervalo, o City aumentou a intensidade e aos quatro minutos quase fez o terceiro em jogada de Mahrez, que driblou Éder Militão e finalizou na trave. No rebote, Foden chutou e Carvajal salvou em cima da linha.

Pouco depois, o atacante inglês conseguiu marcar de cabeça, aproveitando cruzamento do volante brasileiro Fernandinho.

Logo em seguida, em grande jogada, Vinícius Júnior arrancou pela esquerda, invadiu a área e tocou na saída do goleiro para diminuir.

Mas quando o Real Madrid dava sinais de que tentaria uma reação, novo banho de água fria.

Quando a defesa do time espanhol parou achando que o árbitro ia marcar uma falta, Bernardo Silva continuou no lance e acertou um belo chute no ângulo direito de Courtois.

Mais uma vez o time merengue voltava a sofrer no jogo. Mas quando parecia que o City tinha o jogo controlado, o árbitro marcou pênalti em lance de mão dentro da área de Aymeric Laporte. Benzema foi para a bola e bateu de cavadinha para vencer Ederson.

O francês chegou hoje à artilharia da Champions com 14 gols, superando os 13 do polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, já eliminado da competição.

O capitão do Real Madrid voltou a brilhar quando o time mais precisava e, apesar da derrota, a diferença de apenas um gol deixa o confronto em aberto para o jogo de volta.

"Perder nunca é bom, mas estamos motivados com esta Champions e o mais importante é que nunca desistimos", disse Benzema depois da partida.

"Poderíamos ter conseguido um resultado melhor, mas temos que jogar bem os dois jogos. Jogamos muito bem hoje e a volta será um bom teste para a personalidade da equipe", comentou o treinador do Manchester City, Pepe Guardiola.

gr/mcd/cb

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos