Manchester City terá cinco desfalques por covid-19 contra Chelsea

Kieran CANNING
·1 minuto de leitura
Pep Guardiola, técnico do Manchester City

O Manchester City não terá cinco jogadores para o jogo de domingo com o Chelsea, pela 17ª rodada do Campeonato Inglês, que testaram positivo para covid-19, informou nesta sexta-feira o técnico da equipe, Pep Guardiola.

Quatro casos positivos foram revelados durante um teste realizado no dia de Natal, incluindo Kyle Walker e Gabriel Jesus. Outros exames realizados três dias depois, na segunda-feira, revelaram mais três diagnósticos adicionais e levaram ao adiamento da partida marcada para a mesma noite contra o Everton.

"Cinco jogadores ficarão isolados por dez dias. A primeira vez foram quatro pessoas, incluindo dois jogadores e a segunda três jogadores", disse Guardiola nesta sexta-feira, sem revelar a identidade dos três últimos.

Os ausentes também perderão a semifinal da Copa da Liga contra o Manchester United, na quarta-feira.

A decisão de adiar o jogo contra o Everton foi criticada porque o City tinha quatorze jogadores aptos para jogar exigidos pelo regulamento. O clube anfitrião anunciou que pediria uma explicação.

Mas Guardiola sentiu que jogar esta partida colocaria os jogadores do Everton em risco de serem contaminados.

"Liguei para Carlo Ancelotti (treinador do Everton) para informá-lo sobre a situação, porque podíamos jogar. Mas, e se outros jogadores tivessem sido infectados durante nossa viagem de ônibus?", disse.

"No dia anterior, todos nós entramos em contato. O que teria acontecido se os jogadores do Everton tivessem sido infectados por nós?", acrescentou.

kca/fbx/bvo/lca