As 'maldições' que Mancini quebrou com Itália, Manchester City e Inter

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A Itália venceu a Eurocopa, mostrando acima de tudo o seu valor coletivo. Na Azzurra, ninguém se destacou individualmente além de Donnarumma e Leonardo Bonucci, o que demonstra a força de seu trabalho conjunto, pois foi sólida, jogou um bom futebol e conseguiu vencer. Quando uma equipe demonstra tudo isso, os olhares devem ser direcionados ao técnico: Roberto Mancini.

Mancini venceu a Eurocopa pela primeira vez e foi o arquiteto desta grande equipe que estava em declínio nos últimos tempos, apesar de que às vezes no futebol um bom trabalho não garante o sucesso. A Itália quebrou assim uma maldição, já que fazia 53 anos que não conquistava o título da Euro, com seu último sendo em 1968. Mancini torna-se assim um especialista em quebrar maldições, como também fez com a Inter de Milão e com o Manchester City.

Técnico fez história | FBL-EURO-2020-2021-ITALY | TIZIANA FABI/Getty Images
Técnico fez história | FBL-EURO-2020-2021-ITALY | TIZIANA FABI/Getty Images

Roberto Mancini conseguiu vencer a Serie A com a Inter de Milão na temporada 2005/2006, após 17 anos sem o time vencer o campeonato, quebrando assim a primeira maldição. Mais tarde, ele foi escolhido pelo Manchester City para garantir que as contratações e investimentos resultassem em títulos e sucesso para a equipe. Com o clube inglês, conquistou a Premier League em 2012, após 33 anos da última conquista da liga pelo City.

Agora ele tem o desafio de trazer a Itália de volta à glória na próxima Copa do Mundo, em 2022. A seleção provou ter a inteligência necessária para competir contra qualquer um. A grande dúvida é se os dois defensores veteranos, Bonucci e Chiellini, chegarão em ótimas condições devido à sua idade, já que provaram ser um dos pontos fortes da equipe. Se bem que se existe um país onde continuamente surgem bons zagueiros, é a Itália, por isso não deve haver preocupação se os dois jogadores da Juventus vão ou não para a Copa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos